Fluminense até reage no fim, mas acaba derrotado pelo Criciúma por 3 a 2

Paulo Baier marcou duas vezes e foi o destaque da vitória da equipe de Santa Catarina em confronto no Heriberto Hülse

Por O Dia

Santa Catarina - O retorno ao Brasileirão não foi da maneira que a torcida tricolor esperava. Diante do Criciúma, o Fluminense mostrou uma grande fragilidade do sistema defensivo e acabou derrotado por 3 a 2 em Santa Catarina. O Tricolor mostrou uma boa reação na partida, após estar perdendo por três a zero, mas mesmo assim acabou derrotado.

Com o resultado, o clube das Laranjeiras vai deixar o G-4 nesta quinta-feira, independentemente do resultado entre Corinthians e Internacional, que se enfrentam na Arena Corinthians. Um dos dois vai passar o Fluminense. O Tricolor volta aos gramados no próximo domingo contra o Santos, no Raulino de Oliveira, às 18h30. Já o Tigre encara o Atlético-PR no mesmo dia e horário na Arena da Baixada.

Fluminense foi derrotado pelo CriciúmaDivulgação

O JOGO

Com uma formação mais ofensiva, o Fluminense começou a partida com mais volume de jogo que o Criciúma. Pressionado no seu campo de defesa, o Tigre não conseguia sair jogando e muitos passes errados aconteceram.

Apesar da maior posse de bola, a primeira boa chance do Tricolor aconteceu aos 21 minutos. Carlinhos cruzou e Cícero testou na direção do gol, mas Escudeiro desviou a bola para fora. Aos 26 minutos, outra chance para o Flu. Depois de cruzamento, Henrique desviou para Walter, mas o atacante pegou mal na bola que subiu.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Porém, como diz o futebol, quem não faz, leva. Aos 38 minutos, Paulo Baier desabou na área. O árbitro da partida, Rodrigo Batista Raposo viu pênalti, que não aconteceu. Na cobrança, o veterano jogador colocou o time catarinense em vantagem.

Ainda no fim da primeira etapa, o Fluminense teve mais uma chance perdida. Conca ajeitou bem e deixou Carlinhos na cara do gol, mas o lateral-esquerdo pegou na mal na bola, que subiu demais, deixando os torcedores do Criciúma alividados.

Com Matheus Carvalho no lugar de Walter, o clube das Laranjeiras continuou com mais posse de bola, mas já não conseguia criar com tanta facilidade. Na sua primeira chegada no segundo tempo, o Tigre marcou mais uma vez. A zaga do Flu falhou e após duas tentativas, Paulo Baier, novamente, fez o segundo gol dos catarinense.

O gol desconcentrou o Fluminense, que quase levou o terceiro. Paulo Baier recebeu cara a cara, mas Cavalieri fez bela defesa. Porém, 21 minutos não teve jeito. O meia cobrou escanteio e Serginho fez o terceiro gol do Tigre.

Com o resultado consolidado, os catarinenses recuaram ainda mais e o Fluminense conseguiu diminuir. Conca recebeu, girou para cima da zaga do Tigre e bateu para o fundo da rede. Logo depois, o clube carioca fez mais um. Após bela jogada pela direita, Bruno cruzou e Matheus Carvalho desviou e fez o segundo do Tricolor.

Nos últimos minutos, o Flu até tentou empatar a partida, mas abusou de cruzamentos para a área. Sem Fred, ou um centroavante com presença de área, a defesa catarinense conseguiu segurar o resultado favorável.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA 3 X 2 FLUMINENSE

Estádio: Heriberto Hülse (SC)
Arbitragem: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Cartões Amarelos: Rafael Sobis (FLU), Carlinhos (FLU), Eduardo (CRI), Sergio Escudero (CRI)
Cartões Vermelhos: _
Gols: Paulo Baier - dois - (CRI), Serginho (CRI), Conca (FLU), Matheus Carvalho (FLU)

CRICIÚMA: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Cortez; Serginho, João Vitor, Rafael Costa e Paulo Baier; Silvinho e Bruno Lopes (26' do 2ºT - Cristiano)
Técnico: Wagner Lopes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Henrique e Carlinhos; Jean, Cícero (17' do 2ºT - Kenedy), Wagner e Conca; Rafael Sobis e Walter (Intervalo - Matheus Carvalho)
Técnico: Cristóvão Borges