Cristóvão Borges defende estilo do Flu: 'Jogar no contra-ataque é mole'

Tricolor ficou no empate com a equipe paranaense

Por pedro.logato

Rio - O estilo ofensivo e de movimentação do Fluminense parou no Coritiba neste sábado. Contra uma equipe que povoou bem o meio-campo, o Tricolor não conseguiu impor o seu ritmo e acabou ficando no empate no Maracanã. Apesar do insucesso, o treinador Cristóvão Borges defendeu a maneira como a sua equipe joga.

Cristóvão defendeu o Fluminense, apesar do tropeçoAndré Mourão

"O Fluminense tem uma maneira de jogar com uma intensidade alta. Estamos procurando nos atualizar com a forma que se joga no mundo inteiro. Isso tem uma adaptação, um desgaste muito grande. Poderia jogar atrás, no contra-ataque. Isso é mole, tranquilo. Mas quero o time jogando em busca do gol o tempo inteiro. Ficamos tristes com o resultado, mas o campeonato segue. Sabemos o que queremos e lutaremos para disputar o título", afirmou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Na quarta-feira, o Fluminense enfrentará o América-RN, pela Copa do Brasil, no Maracanã. Já no domingo disputará o clássico com o Botafogo, em Brasília.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia