Por fabio.klotz

Rio - Após o vice de futebol do Fluminense Mario Bittencourt certificar que não haverá greve no elenco tricolor, foi a vez de o atacante Walter abordar o tema. Nesta sexta-feira, o atacante declarou que jogadores têm entrado com medo em campo e aposta na vitória no jogo contra o Sport, domingo, às 16h, no Maracanã: "Não sei como, mas nós temos de ganhar esse jogo aí".

Walter mira vitória para melhorar o ambiente do FluminenseMárcio Mercante

O atacante falou sobre o episódio em que torcedores pressionaram os atletas no desembarque do time após a derrota para a Chapecoense.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

"Nós já jogamos com medo. Nós sabíamos que se perdêssemos para a Chapecoense o clima ia ficar pesado no aeroporto. Torcedor paga ingresso e tem que cobrar mesmo. Mas violência é errado. Isso não pode acontecer", afirmou o centroavante.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

O capitão Fred desabafou em uma rede social e repudiou a ação. No texto, o camisa 9 ameaçava fazer uma greve para a partida de domingo, no Maraca.

"Entenderam errado. O Fred quis falar para não continuar essa violência. Torcedor jogando moeda, quebrando carro. Vocês entenderam errado. Jamais o Fred e nem ninguém do nosso time vai deixar de jogar. Domingo estaremos em campo", acrescentou Walter.

O atacante alertou quanto a fase do Fluminense no campeonato e disse que a vitória está nos planos do elenco. O Flu, que deixou o G-4, não vence há três rodadas e ocupa agora a quinta posição na tabela.

"Estávamos fora uma semana, e quando voltamos foi aquilo no aeroporto. Hoje o grupo está fechado e o foco maior é o esporte. Estamos em quinto lugar, gente. Tem time grande que está na zona de rebaixamento. Todo time vai ter alguma queda de rendimento. Mas temos o segundo turno para darmos a volta por cima. Isso vai começar domingo", finaliza.

Você pode gostar