Cristóvão Borges elogia atuação de Kenedy e explica entrada do jovem

Técnico lembrou que apesar da cobrança por uma peça de velocidade, o ataque Tricolor já marcou 40 gols na competição

Por O Dia

Rio - Após o empate em 0 a 0 entre Fluminense e Grêmio, o técnico Cristóvão Borges justificou a escolha pelo menino Kenedy no segundo tempo no lugar de Rafael Sobis e ressaltou que a substituição melhorou a atuação do Tricolor.

"O Kenedy, por característica, dá isso. Tem força física e é rápido. Não é velocista, mas é rápido e, por isso, estou utilizando bastante. Foi bem também no jogo contra o Cruzeiro, fez gol, hoje quase fez outro. Não existe tanto desespero (em relação a essa peça), porque nosso ataque não está tão mal também, fez 40 gols. Mas é uma opção de maior mobilidade sim", disse.

Cristóvão Borges elogiou a atuação do jovem atacante KenedyAndré Mourão

Substituído, Rafael Sobis não concordou com alteração promovida por Cristóvão e deixou o campo do Maracanã insatisfeito com a mudança. O atacante não foi para o banco e preferiu assistir ao jogo longe do treinador. O técnico preferiu não polemizar sobre a atitude do jogador.

"Sim. É normal. Se ele se comportasse diferente seria preocupante. Se não gostou é porque quer jogar e isso que eu quero. É importante. Isso não acontece só com ele. Todos querem jogar, participar, ajudar, mas às vezes no jogo precisamos de outras alternativas. Isso é normal acontece", afirmou.

Com o empate o Fluminense sobe temporariamente para o 6º lugar com 37 pontos. No próximo sábado, o Tricolor encara o São Paulo, às 21h, no Morumbi.