Fluminense na pressão por uma vitória

Contra o Inter, time precisa ganhar para seguir vivo, de olho no G-4

Por O Dia

Rio Grande do Sul - Com apenas duas vitórias no returno do Brasileiro, o Fluminense perdeu fôlego na disputa por uma vaga no G-4. Concorrente direto, o Internacional, terceiro colocado com 47 pontos, é considerado o adversário ideal, capaz de renovar a esperança dos tricolores no confronto de hoje, às 16h, no Beira-Rio. Mas a missão não será das mais simples. Com apenas quatro vitórias como visitantes, o Flu tenta se livrar da sina dos empates: foram nove em 27 partidas.

Depois da humilhante goleada de 5 a 0 para a Chapecoense, o Internacional, mesmo no G-4, se sente tão pressionado quanto o Fluminense e promete não facilitar a partida no Beira-Rio.

Fluminense enfrenta o Internacional em Porto AlegreDivulgação

“Não adianta empatar numa competição disputada como o Brasileiro porque se acaba perdendo posições na tabela. Disse que nas últimas rodadas muitos confrontos mexeriam com a tabela. O jogo contra o Inter é um deles”, disse Cristóvão Borges.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Quatro pontos separam o Fluminense do G-4 e a classificação para a Libertadores é visto como a salvação moral e financeira do péssimo ano em termos de resultados. Na reta final do Brasileiro, Cristóvão Borges reconhece que não tempo e peças para reinventar a maneira de a equipe jogar. A experiência de Diego Cavalieri, Cícero, Conca e Fred e companhia poderá fazer a diferença.

“As nossas cartas são essas mesmo. Nas últimas partidas melhoramos em termos de consistência de jogo. Com exceção do primeiro tempo contra o Grêmio, apresentamos mais equilíbrio. O que nós desejamos é que essas cartas funcionem juntos na mesma partida. Tomara que aconteça logo”, aposta o comandante tricolor.

CHIQUINHO GANHA CHANCE NA LATERAL

Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, Carlinhos voltou a treinar com bola ontem. No entanto, o torcedor tricolor terá de esperar para revê-lo na lateral esquerda. Depois de testar o jovem Fernando nas duas últimas rodadas, o técnico Cristóvão Borges voltará a apostar em Chiquinho no duelo com o Internacional. A velocidade do curinga é o trunfo no Beira-Rio.

“Procuro solucionar os problemas com os jogadores que tenho à disposição. Além de veloz, Chiquinho tem um bom entendimento com Wagner na esquerda”, disse Cristóvão.

Outra mudança na equipe será a entrada de Elivélton. O zagueiro cumpriu suspensão no empate com o Atlético-MG e volta ao time no lugar de Fabrício. Sobis, Kenedy e Walter seguem no banco, e Fred será o único atacante no esquema.