Fred: artilheiro Tricolor sem piedade

Carrasco por natureza, atacante encara neste sábado o Coritiba e pode deixar o Fluminense numa boa no G-4

Por O Dia

Rio - De volta ao G-4 do Brasileiro, o Fluminense confia no apurado faro de Fred para se manter na zona de classificação da Libertadores. Impiedoso, o atacante não costuma perdoar os adversários que cruzarão o caminho tricolor até o fim da competição. São 21 gols no total. Quatro foram marcados sobre o Coritiba, adversário de neste sábado, às 19h30, no Couto Pereira.

Com quatro gols em quatro partidas contra o Coxa em Brasileiros, Fred promete se manter firme na ‘caça’ de Paulo Baier. Com 106 gols, o veterano camisa 10 do Criciúma vê ameaçado o posto de maior goleador dos pontos corridos. Na vitória por 2 a 0 sobre o Goiás, Fred chegou ao centésimo e quer mais. E o retrospecto é animador. Contra o Botafogo, ele fez cinco em oito clássicos válidos pelo Brasileiro. O Sport foi vítima em três partidas, sofrendo quatro gols do capitão tricolor.

Vice-artilheiro do Brasileiro%2C com 14 gols%2C Fred merece aplausos pela ótima fase no time tricolorPhotocamera

Considerados os oponentes mais duros, Corinthians e Cruzeiro também sofreram com Fred. No Timão, ele marcou três vezes em seis duelos. Nem o time de infância, o Cruzeiro, contou com a misericórdia do carrasco: cinco gols em sete partidas. Satisfeito, o técnico Cristóvão Borges condiciona a boa fase do vice-artilheiro do Brasileiro (com 14 gols) ao encaixe da equipe no returno.

“Ele é um jogador experiente, acostumado a todo tipo de circunstância. Mas a equipe é exatamente isso, o conjunto é forte. O Conca também faz a diferença. A parte defensiva também cresceu. Jean, Edson, Valencia...A equipe cresceu, o conjunto foi fortalecido e quando o conjunto é forte, a individualidade começa a aparecer”, disse Cristóvão Borges. Neste sábado é noite de confirmar a fama de carrasco.

GUM PODE SER RELACIONADO

Com a defesa do Fluminense repaginada no returno do Brasileiro, o técnico Cristóvão Borges admitiu a possibilidade de relacionar a dupla considerada titular contra o Coritiba. Depois de um turno, Gum tem chances de ficar no banco neste sábado. Em agosto, ele sofreu uma grave fratura na fíbula esquerda justamente contra o Coxa. Henrique, recuperado de uma artroscopia no joelho direito, também é uma opção para a zaga.