Fluminense mantém esperança de vaga na Libertadores: 'Vamos acreditar'

Tricolor precisa vencer e secar rivais na reta final do Brasileirão

Por O Dia

Rio - O Fluminense mantém a esperança. A missão Libertadores ainda está viva. A situação tricolor piorou após o empate com o Sport, domingo, na Arena Pernambuco. Porém, o clube carioca não joga a toalha e vai lutar até o fim para buscar um lugar no G-4 do Campeonato Brasileiro, avisa o técnico Cristóvão Borges.

Cristóvão Borges não joga a toalha na briga por vaga na LibertadoresBruno de Lima

"O resultado contra o Sport, claro, não foi o ideal. A gente precisava vencer. Procuramos, buscamos o tempo todo. Não conseguimos. Enquanto a chance de Libertadores existir, seja remota ou com dependência de resultados paralelos, vamos acreditar. Temos dois jogos e vamos jogar em busca dos seis pontos", disse o treinador.

LEIA MAIS: Fluminense tem 3% de chances de ir à Libertadores, aponta matemático

Agora, além de vencer os dois próximos jogos (contra Corinthians e Cruzeiro), o Fluminense precisa secar Internacional, Grêmio e Atlético-MG. Na reta final da temporada, Cristóvão analisa a retomada do Tricolor em 2014.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

"Se a gente olhar a temporada inteira e como foi a anterior, o Fluminense começou o ano sendo o clube mais odiado do Brasil. E sendo o adversário de todos. Para mudar isso foi necessário muito trabalho e muita qualidade dentro do campo. Os primeiros jogos que fizemos no começo do Brasileirão e da Copa do Brasil, todos fora do Rio, éramos hostilizados. Todo mundo achou que éramos culpados por algo. Coisa que não era. Pagamos pelo erro dos outros. Isso foi muito difícil", disse Cristóvão. Para o técnico, o balanço é positivo:

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

"Chegando hoje, nessa posição, e refletindo, analisando a trajetória, o saldo é positivo. Por tudo isso que falei, superamos muitas coisas. Existe ainda alguma possibilidade de nos classificarmos para a Libertadores. Se não existisse, o comportamento seria o mesmo: vamos buscar as vitórias. Passamos por muitas coisas. Estamos inteiros. Para poder consolidar isso, tenho de parabenizar todos que estão aqui, em especial os jogadores. E, para não colocar nada a perder, temos de ter duas vitórias no fim do campeonato."

O Fluminense é o sétimo colocado do Brasileiro, com 58 pontos, cinco a menos do que o Internacional, quarto colocado.