Fred desperta o interesse do Palmeiras

Clube paulista quer contratar o ídolo tricolor

Por O Dia

Rio - O torcedor do Fluminense teme por uma janela de transferência às avessas em dezembro. O fim da parceria com a Unimed encorajou a concorrência a monitorar de perto a situação dos principais craques do clube. Fred é o sonho de consumo do Palmeiras. Reeleito para mais dois anos de mandato, o presidente Paulo Nobre vê o acerto financeiro como o principal entrave para o avanço da negociação.

Dono do segundo maior salário do Brasil — R$ 950 mil, atrás apenas de Julio Baptista, que recebe R$ 1 milhão no Cruzeiro —, o camisa 9 seria obrigado a reduzir a pedida em troca de um contrato mais longo. Com compromisso até o fim de 2015, o atacante dificilmente renovará com o Fluminense. Antes da Copa do Mundo, ele chegou a pedir um reajuste para R$ 1,3 milhão para prorrogar o vínculo por mais três anos.

Fred pode trocar o Fluminense pelo PalmeirasPhotocamera

Fred tem a garantia de Celso Barros, presidente da Unimed, de que seu contrato será honrado até o fim. A antiga patrocinadora continua responsável pelo pagamento de R$ 600 mil de seus vencimentos. Os R$ 350 mil restantes são pagos pelo Fluminense, que deve cerca de R$ 4 milhões de direitos de imagem ao atacante. A dívida e a possibilidade de a Unimed recuperar parte do investimento alimentam a hipótese de transferência do artilheiro do Brasileiro, com 18 gols.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Outros craques estão na mira dos clubes paulistas. Fã de Conca, o técnico Muricy Ramalho indicou o argentino como o substituto ideal do ídolo Kaká. No entanto, o salário de R$ 750 mil do apoiador assustou a diretoria do São Paulo, que, a princípio, recuou na negociação. Mesmo motivo que esfriou uma possível investida do Palmeiras, que paga um salário semelhante ao chileno Valdivia.

Assediado, clube trabalha para manter Cavalieri e Gum

O rompimento com a Unimed dificulta o acerto do Fluminense com Diego Cavalieri e Gum. Dos jogadores que ficarão sem contrato a partir do dia 31, os dois foram os únicos procurados. A pedida inicial da dupla esfriou as conversas. Refém do acerto com a antiga parceira, a diretoria tem pressa para assegurar a permanência do goleiro e do zagueiro.

Valorizado, Cavalieri é mais um nome na lista de reforços do Palmeiras. O camisa 12, porém, continua dando prioridade ao atual clube. O Verdão também monitora a situação de Wagner, com contrato até dezembro de 2015.

A investida dependeria de dispensas no clube paulista. O São Paulo sondou Bruno e não descarta envolver jogadores na negociação. O ano irregular no Rio não diminuiu o desejo do Goiás em contar com Walter no próximo ano.