Com manutenção de ídolos, Flu aposta na mescla com jovens para 2015

Após apresentar pacotão, Tricolor espera fortalecimento do seu novo elenco

Por O Dia

Rio - Acostumada com 'presentes' caros no Natal, a torcida do Fluminense encara uma realidade atípica após o fim da parceria com a Unimed. Sem o poderio financeiro da antiga patrocinadora, a diretoria mudou o perfil dos reforços. Os seis jogadores anunciados se enquadram numa nova estratégia : jogadores com menos de 30 anos, com potencial de desenvolvimento e poder de revenda a médio prazo.

Marlone foi a principal contratação do Flu até o momentoDivulgação

Depois de celebrar a contratação de Conca, Walter, Cícero e Henrique este ano, a diretoria mantém o entusiamo com a chegada do zagueiro Victor Oliveira, dos laterais Guilherme Santos e Giovanni, dos apoiadores Vinícius e Marlone e do atacante Lucas Gomes. Com idade entre 20 e 26 anos, os reforços foram frutos de pesquisa do banco de dados de Ricardo Correia, responsável pelo departamento de estatísticas do clube, e indicações da comissão técnica.

Com novas parcerias, o Fluminense realizou algumas contratações sem custo. É o caso de Marlone, que tem os direitos ligados a Elenko Sports, e Vinícius, ex-Náutico e agenciado pelo empresário de Fred, Francis Melo. Com a garantia de que a Unimed Participações continuará a bancar a maior parte do salário dos astros Fred, Conca, Wagner e Cícero, a diretoria acredita que agregará juventude e qualidade com a chegada dos promissores reforços.

De contrato renovado, o técnico Cristóvão Borges contou com 26 jogadores em média, em 2014. O elenco reduzido foi uma de suas críticas. O treinador conviveu com problemas na defesa depois de perder Gum e Henrique, além de Carlinhos, machucados. Com contratações, a expectativa é de que os reforços vinguem para suprir as carências.