Uma bronca do peso de Walter

Cristóvão Borges é duro na crítica à silhueta avantajada do atacante do Fluminense: 'Terá de trabalhar'

Por O Dia

Rio - A roliça silhueta de Walter pautou a primeira coletiva de Cristóvão Borges na temporada. Em constante batalha contra a balança, o atacante destoou dos demais jogadores na reapresentação do Fluminense. Os quilos extras adquiridos nas férias chamaram a atenção nos primeiros dias de treino. Embora elegante, o treinador foi duro no recado ao xodó da torcida, que inicia a pré-temporada na berlinda.

Walter vai ter de suar a camisa e perder pesoDivulgação

“Férias de um mês, é visível, está acima do peso. Terá de trabalhar bastante para recuperar as condições. Não fiquei chateado, aqui não é colégio, cada um sabe da sua responsabilidade. Comigo é rendimento. Rendeu, joga”, disse Cristóvão Borges.

Atacante sensação do Brasileiro de 2013, pelo Goiás, Walter foi apresentado com status de reforço de peso em janeiro de 2014. Com cerca de 106 quilos, ganhou uma camisa personalizada, com medidas acima do padrão da produzida pela Adidas. Bancado pelo então técnico Renato Gaúcho, Waltinho chegou aos 92kg. Com qualidade técnica acima da média e gols, conquistou a torcida. Na pausa para a Copa do Mundo, voltou a perder a batalha para a balança.

Reajuste e futuro incerto

Uma cirurgia dentária prejudicou ainda mais sua forma física, em razão do período que teve de ficar sem treinar. Os gols sumiram no segundo semestre. Restaram o sobrepeso e a impaciência com o "esquecimento" de Cristóvão. Quando alcançou o peso e o físico minimamente exigidos pela comissão técnica, Walter reapareceu com certo destaque na reta final do Brasileiro e emplacou seis partidas entre novembro e dezembro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

O peso oficial de Walter em 2015 é mantido sob sigilo. Presente na delegação que embarcou nesta sexta-feira para a pré-temporada nos Estados Unidos, o atacante tem o futuro incerto. Ele mesmo admite a possibilidade de deixar o Fluminense. Na mira do Santos, Walter tem contrato até dezembro. No entanto, uma cláusula prevê um reajuste em seu salário, que pode chegar à casa dos R$ 250 mil, aproximadamente, este ano. Se não bastasse o peso na balança, o aumento nas finanças preocupa Fluminense e a Unimed, que dividem os vencimentos do camisa 18.

Treinador torce pelo 'fico' dos medalhões

Atuante no processo de montagem do Fluminense para 2015, o técnico Cristóvão Borges mostrou confiança no planejamento, que deixou de contar com o milionário investimento da antiga patrocinadora. A realidade mudou, mas os sete reforços agradaram ao treinador, que torce pela permanência dos medalhões.

“Não temos definições. Sabemos do desejo, os jogadores se manifestam dizendo que querem ficar. Nós queremos e precisamos muito deles”, frisou.