Por pedro.logato

Rio - Remanescente da geração de medalhões bancados pela Unimed, Wagner não condiciona seu futuro nas Laranjeiras ao fim da parceria. Próximo da renovação, ele se dispõe a ser parte importante no processo de reestruturação do clube. Contra o Nova Iguaçu, nesta quarta, às 17h, em Edson Passos, o camisa 10 está preparado para dividir a responsabilidade com os colegas que decidiram ficar, como Diego Cavalieri, Jean e Fred.

Wagner deve permanecer nas LaranjeirasDivulgação

“Me sinto tão importante quanto Cavalieri, Gum, Jean, Fred e os outros jogadores que permaneceram até agora. Tanto o Mário (Bittencourt, vice de futebol) quanto o presidente nos conhecem e sabem o quanto nós estamos trabalhando tanto dentro quanto fora de campo. Num futuro próximo, vou ficar muito feliz em estar renovando o contrato”, disse Wagner.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Determinado, o apoiador não perdeu o brilho em 2014. A concorrência com Cícero e Conca foi o combustível que o camisa 10 precisava para comemorar sua mais regular temporada com a camisa tricolor, com poucas lesões, atuações destacadas em 52 partidas, valorizadas pelos 13 gols marcados. Exemplo, Wagner promete apoiar apostas como Vinícius, que herdou a vaga de Conca.

“Ainda é cedo para falar. Se comparar com o primeiro jogo, ele foi muito bem. Ele será um dos comandantes do meio quando pegar mais confiança. Além dele tem o Lucas, o Marlone”, disse.

Fora de campo, o Flu fez um acordo com a Federação de Futebol do Rio e o jogo contra o Bangu, domingo, às 17h, será realizado no Maracanã. Além disso, o compromisso válido pela quarta rodada da Taça Guanabara, contra o Boavista, em Bacaxá, passou de sexta para quinta-feira, dia 12, às 17h.

Você pode gostar