Por bernardo.argento

Rio - Com o lado direito do Maracanã tomado de tricolores, o Fluminense pretende comemorar a sua volta para casa no Carioca com vitória sobre o Bangu, neste domingo, às 17h. Sob o risco de disputar a competição longe do principal estádio do Rio, o clube e a torcida celebram o triunfo nos bastidores após uma série de polêmicas. A primeira foi com o Vasco, que, na volta do presidente Eurico Miranda, tentou retomar o lado direito da arquibancada, assegurado ao Fluminense por um contrato de 35 anos com o Consórcio Maracanã.

O clássico marcado para a sexta rodada do Carioca segue com local indefinido. Enquanto isso, o Tricolor tira onda. Em vídeos publicados nas redes sociais do clube, os jogadores convocaram a torcida para o reencontro com o Maracanã no confronto com o Bangu, alfinetando o arquirrival Vasco. A política de ingressos promocionais defendidos pela Federação do Rio também foi um duro golpe para a parceria entre o clube e o Consórcio Maracanã.

“Galera tricolor, domingo contamos com o apoio de todos vocês no Maracanã. Do lado direito, que é o nosso lugar”, disse Fred, artilheiro do Carioca, com três gols.

O capitão Fred usou rede social do Fluminense para convocar a torcida a lotar o lado direito do Maracanã Márcio Mercante

Com 100% de aproveitamento na competição, o Fluminense não contará com Renato e Wagner, machucados. Se Wellington Silva foi confirmado na lateral-direita, o técnico Cristóvão Borges manteve o mistério sobre o substituto do camisa 10. Em dia de futevôlei e rachão nas Laranjeiras, nada de pistas.

Marlone é o favorito para assumir a vaga. O meia-atacante entrou bem contra o Nova Iguaçu e ajudou a mudar o rumo da partida. Mas Walter pode ser a surpresa. Caso opte pelo camisa 18, Cristóvão recuaria Lucas Gomes, que já desempenhou essa função nos treinos. Independentemente da escalação, a ordem no Fluminense é deixar uma boa impressão no reencontro com torcida e Maracanã.

Gum voltará aos treinos neste domingo

Reavaliado positivamente pelo departamento médico, Gum iniciará nesta semana o trabalho de recondicionamento físico. Ele se recupera bem da cirurgia de apendicite, realizada no fim do ano.
A previsão é que o zagueiro esteja à disposição de Cristóvão Borges a partir de março. Henrique e Victor Oliveira formam a zaga no início do Campeonato Carioca.

Você pode gostar