Flu aposta na nova safra de Xerém

Cristóvão escala os jovens Marlon, Gerson e Kenedy como titulares para o clássico com o Botafogo

Por O Dia

Rio - A procura de uma identidade no Carioca, o Fluminense testará sua sexta formação diferente em oito rodadas no clássico com o Botafogo, amanhã, às 18h30, no Maracanã. No lugar de jogadores renomados, promessas em ascensão. Marlon, Gerson e Kenedy são as apostas da vez. Renovado pelo frescor e autoconfiança da mais nova safra de Xerém, o técnico Cristóvão Borges prevê uma equipe mais equilibrada e ágil diante do líder da competição.

Em meio ao assédio de clubes como Barcelona, Manchester United e Juventus, a diretoria tricolor se esforça para torná-los realidade ao longo da temporada. A multa rescisória milionária é fundamental, porém, frágil proteção contra as investidas. No entanto, dificilmente alguma conversa evoluirá com propostas inferiores a R$ 20 milhões.

Gerson será novamente titular pelo FluminenseDivulgação

A pressão para preencher a lacuna deixada por Conca, Cícero e Sobis não intimida a garotada, que conta com o apoio e a admiração do capitão Fred. Ciente do potencial do trio, Cristóvão é cauteloso, mas não superprotetor. Em recuperação de uma cirurgia para correção de fratura no nariz, Marlon jogará. Entre treinos físicos e técnicos, o zagueiro, de 18 anos, provou em duas semanas ser merecedor de uma chance no contestado setor.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

“Não gosto de dizer que vai virar isso ou aquilo. Marlon é um zagueiro rápido, de muita personalidade e pode ser um dos grandes do futebol brasileiro”, afirmou Cristóvão.
Do meio para frente, outros jovens nutrem a mesma expectativa. Aos 17 anos, Gerson disputará seu primeiro clássico como titular e em sua posição de origem. Improvisado no lugar de Edson como volante na vitória sobre o Resende, ele agradou e ganhou a vaga de Vinícius.

Na frente, Kenedy, 18 anos, terá outra chance ao lado de Fred. Sua força física e explosão impressionam, mas o atacante é considerado um ‘diamante’ em lapidação. Recheado de promessas da última safra de Xerém, o Flu está pronto para o clássico.

Mattis deixa o gramado carregado

De opção para o clássico, Guilherme Mattis virou dúvida. O zagueiro machucou o joelho direito no treino de ontem e deixou o gramado das Laranjeiras carregado. Ele será reavaliado na manhã de hoje, mas é muito provável que seja preservado.

Mattis voltou a treinar na semana passada depois de passar por um tratamento para curar dores no joelho esquerdo. Como a presença de Gum é incerta no banco, Victor Oliveira e João Felipe são as outras opções. Em sete jogos, o Flu sofreu seis gols e tem a pior defesa entre os grandes clubes no Campeonato Carioca.