Camisa 10 do Fluminense, Wagner diz: 'Estou ali para ajudar, para somar'

Meia, que virou referência no meio-campo tricolor depois da saída de Darío Conca, mira a liderança no Carioca

Por O Dia

Wagner exalta união e mira liderançaDivulgação

Rio - Mais aliviado com a vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo, no último domingo, Wagner continua com os pés no chão. Apesar do resultado positivo manter o Fluminense no G-4 do Campeonato Carioca, o meia afirmou que o Tricolor não ficaria satisfeito apenas com a classificação.

"Precisávamos de um vitória em cima de uma equipe grande para dar moral e mostrar estamos no caminho certo. Mas temos a consciência de que não ganhamos nada ainda. Somamos três pontos importantíssimos, mas ficaremos satisfeitos de verdade no dia em que conquistarmos a taça. Vamos pensar jogo a jogo, semana após semana. Temos que fazer uma sequência muito boa nessa fase de classificação para terminarmos entre os quatro e, se possível, na liderança para chegar no mata mata e sermos campeões", disse Wagner.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

O jogador de 30 anos divide a armação das jogadas com Gerson, de apenas 17 anos. Mais experiente, Wagner exalta o espírito de equipe e a união do elenco. O jogador ganhou mais destaque no meio-campo do Flu, depois da saída do craque Darío Conca, para China.

"Acho que o Gerson está no mesmo caminho, esse caminho de sucesso. Questão de pressão é a mesma, eu estou ali para ajudar, para somar. Na hora que tiver que fazer os gols vou fazer. E na hora que tiver que se defender, vou ajudar, então é ajudar todo mundo porque no final todo mundo se abraça e o Fluminense é quem ganha com isso", concluiu.

O Fluminense ocupa a terceira posição no Campeonato Carioca, com 18 pontos. O Tricolor volta a campo na próxima quinta-feira, contra o Bonsucesso, às 21h, no Maracanã.