Fred relembra Copa do Mundo 2014 e não descarta volta à seleção brasileira

Ao falar do último Mundial, atacante comenta que faltou jogo coletivo dos brasileiros e diz que agora o foco é no Fluminense

Por O Dia

Rio - O tema Copa do Mundo 2014 ainda é um assunto que incomoda o atacante Fred. Contestado pela torcida  brasileira como um dos carrascos da competição, o jogador do Fluminense fez um balanço dos jogos em que vestiu a amarelinha. Apesar das críticas, o centroavante, que foi artilheiro no último Brasileirão, com 18 gols, hoje dá a volta por cima do Tricolor e  se encontra também na primeira colocação de goleador do Campeonato Carioca. Relembrando as partidas do Brasil no último Mundial, o atleta fez um desabafo, lamentou a eliminação em casa e ressaltou que faltou jogo coletivo por parte da seleção brasileira.

" Na Copa eu estava no meu melhor peso, melhor percentual de gordura, maior força e, com certeza, na minha melhor movimentação. Só que dependo de futebol coletivo. O nosso não apareceu. O único que teve destaque foi o Neymar, com jogadas individuais. Não teve jogo coletivo em momento algum em todos os jogos, isso que prejudicou. Tive essa dificuldade na Copa das Confederações (em 2013), mas confiava que na hora decisiva íamos jogar coletivamente. Esperava o mata-mata para meu futebol evoluir. Achava que na hora que o bicho pegasse, iam me procurar. Falava: "Eu vou decidir". Mas nas oitavas fomos muito mal contra o Chile, depois não evoluímos contra a Colômbia. O coletivo não foi bem", afirmou Fred, em entrevista ao "SporTV". 

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense 

Fred comenta sobre última Copa do Mundo e não descarta retorno à SeleçãoNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

Ao vencer o Chile por 1 a 1 no tempo normal de jogo, pelas oitavas, o Brasil conquistou a vaga em uma disputa acirradíssima de pênaltis. Após a classificação heróica às quartas, a Seleção derrotou a Colombia por 2 a 1 e garantiu acesso na semi, aonde foi goleado por 7 a 1 pela Alemanha. Tendo em vista os resultados, Fred foi direto e afirmou que uma eliminação antecipada não teria sido injusta.

"Naquele momento (da Copa), nós tínhamos peças importantes da Seleção que não conseguiam se desenvolver bem. E isso afetou o coletivo. Paulinho era muito importante, os dois laterais também, tínhamos Oscar que sofreu com a gente. O coletivo sofreu muito por não ter dado liga dentro da competição. Era uma preocupação nossa, dos jogadores: "Temos de evoluir e ver o que é". Debatíamos sobre o espírito coletivo. Aquilo acabou ficando bem difícil para a gente. Se tivéssemos sido eliminados contra o Chile nas oitavas, era justo. Não merecíamos tanto aquela classificação", acrescentou.

Fora da lista do técnico Dunga, o atacante tricolor sabe que será difícil, mas afirmou ainda ter esperança de um nova convocação: "Então, uma Eliminatória, se pintasse para mim, ou Copa América, eu iria amarradão até porque vejo como oportunidade para dar a volta por cima na Seleção. Já fui vencedor da Copa das Confederações como artilheiro, mas a última imagem é a que fica. A Copa foi triste. Mas não é uma coisa que, no dia da convocação, me faz perder o sono. Acompanho a Seleção porque gosto e torço pelos amigos. Não descarto a Seleção, mas também não penso. Dunga não me descartou, mas também não pensa em mim agora. O foco total é o no Fluminense".