Por pedro.logato

Rio - Suspenso em 2013, quando foi pego no exame antidoping pelo uso de cocaína, o atacante Michael está desaparecido. Vizinho da sede das Laranjeiras, o jogador não participou do treino realizado nesta quinta-feira e, segundo parentes e amigos, ele está sem dar notícias desde quarta-feira.

Julgado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), na última segunda-feira, Michael teve sua pena reduzida. Um acordo entre o órgão e o Fluminense fez com que a punição de 16 meses imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) fosse reduzida para oito meses, com a condição de o atleta fazer exames e dar palestras para jogadores da base. Com o acordo selado, Michael voltou a ficar suspenso até o dia 31 de agosto.

Michael está desaparecidoDivulgação

Esta, entretanto, não é a primeira vez que Michael some sem deixar vestígios. No fim de janeiro, o atacante faltou uma atividade sem se justificar. Cobrado pela diretoria, ele alegou problemas particulares.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

GUM COBRA REAÇÃO DO TIME

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Quinto colocado na tabela do Campeonato Carioca e fora da zona de classificação para as semifinais, o Fluminense vive um clima de pressão antes da partida contra o Tigres, no sábado, no Maracanã.

Duas vezes campeão brasileiro pelo clube, o zagueiro Gum explicou a estratégia da equipe para retornar a retornar ao G-4. Segundo o camisa 3, a partir de agora só a vitória interessa.

“Temos que ter o entendimento que precisamos crescer na competição, não é só o Tigres que precisamos vencer, mas temos de continuar vencendo para chegar com embalo para conquistar o título. Não vai ser só esse jogo que vai definir nossa situação, mas sim os cinco que faltam, resumiu Gum.

Você pode gostar