Flu no ritmo de Ricardo Drubscky

Técnico faz de seu estilo vibrante a arma para estrear com o pé direito

Por O Dia

Rio - O estilo vibrante e agitado à beira do gramado é o principal trunfo do técnico Ricardo Drubscky em sua estreia à frente do Fluminense. Se a serenidade não é a mesma de Cristóvão Borges, a busca pela equipe ideal e pela vitória, nesta quinta, contra a Cabofriense, às 19h30, no Maracanã, é a mesma do antecessor. Com a volta de Giovanni e Kenedy, recuperados de lesão muscular, o novo técnico repete a formação que melhor representou o Tricolor no Carioca.

Ricardo Drubscky vai fazer a sua estreia nesta quintaErnesto Carriço

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Fora do G-4, o Fluminense assume a pressão de vencer as últimas quatro rodadas para não colocar em risco a classificação para as semifinais. Apesar do discurso afiado, os jogadores sabem que tem de colocar em prática as promessas de melhora. Cristóvão não resistiu às cobranças. Recém-chegado, Drubscky conta com alto índice de rejeição antes mesmo de sua estreia.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

“Ele (Drubscky) é um cara tranquilo. Chegou motivado e proposto a trabalhar muito. Estamos abraçando suas ideias. É um profissional está procurando a oportunidade dele num grande clube”, disse o lateral-esquerdo Giovanni.

DÍVIDA E POLÊMICA

Inicialmente fora dos planos da diretoria, o lateral-esquerdo Ronan e o atacante Martinuccio foram reintegrados ao grupo. Desde o fim do empréstimo ao Coritiba, ele vinha se recuperando de uma fratura por estresse nas duas tíbias e passou uma nova cirurgia no Rio.

Apesar de contestar a dívida de cerca de R$ 400 mil cobrada pela Federação do Rio, o Flu quitou o débito antes do prazo dado pela entidade para evitar uma punição, mas vai recorrer na Justiça.