Por críticas à Ferj, Peter Siemsen é denunciado e pode ser punido pelo TJD

Presidente do Fluminense será julgado por tribunal carioca

Por O Dia

Rio - Após a suspensão do treinador Vanderlei Luxemburgo, outro representante de um clube do futebol carioca está na mira do TJD-RJ. Trata-se do presidente do Fluminense, Peter Siemsen. Nesta terça-feira, o mandatário tricolor foi denunciado pela procuradoria do tribunal por críticas que ele fez a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Peter Siemsen pode receber punição do tribunalCarlos Moraes

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Devido aos valores dos ingressos no Maracanã, Flamengo e Fluminense estão em conflitos com a Ferj, desde o começo do Estadual. Por conta disso, muitas críticas foram feitas pelos clubes em relação a entidade e vice-versa. O prazo para que o julgamento seja marcado é de 15 dias. O auditor José Jayme Santoro foi escolhido para ser o relato do caso.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Na última segunda-feira, na sede do TJD, Luxemburgo foi punido por dois jogos por ter feito, na semana passada, críticas à Ferj e ao presidente Rubens Lopes. Nesta terça, a diretoria rubro-negra divulgou uma nota de repúdio à decisão do tribunal e à entidade que controla o futebol do Rio de Janeiro.