Por pedro.logato

Rio - Classificado para as semifinais do Campeonato Carioca, o Fluminese está muito perto do seu primeiro reforço para o Brasileirão e para a Copa do Brasil. O volante Pierre, ex-Atlético-MG, rescindiu contrato com o Galo e vai deve atuar nas Laranjeiras. O vínculo com o Tricolor será até o final da temporada de 2016. Na despedida do ex-clube,  ele escreveu uma carta para a torcida.

Pierre é o novo reforço do FluminenseDivulgação

O jogador, de 34 anos, estava fora dos planos do time mineiro e treinava separadamente na Cidade do Galo até a definição do imbróglio. Recentemente, Pierre sofreu uma lesão muscular na coxa direita. Porém, o jogador está recuperado das dores e pronto para atuar.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Pelo Atlético-MG, o volante atuou por 171 partidas, sendo campeão da Libertadores, de uma Recopa, uma Copa do Brasil e dois Campeonatos Mineiros. A passagem do atleta pelo Alvinegro durou três anos e meio.

Confira a carta de despedida do volante Pierre:

"Mais apaixonada, a mais vibrante, a que mais me acolheu. A torcida do “Eu acredito”. E é com lágrimas nos olhos que venho me despedir e, junto com a minha despedida, gostaria de agradecer primeiramente a Deus, Pai, Todo-Poderoso, por me conceder a oportunidade de vestir a camisa do Atlético-MG e viver as minhas maiores alegrias. Alegrias essas que vieram com muito sacrifício, com muitas lutas, e com muitas reviravoltas, orações e, enfim, com muitos títulos.

Saio daqui com filme na minha cabeça, desde a minha chegada em 2011, onde heroicamente tirar o Atlético do rebaixamento. Logo em seguida, vieram grandes conquistas como o bi Mineiro, Taça Libertadores, Recopa e Copa do Brasil. Mas, como diz a palavra de Deus, muitos são os planos do coração do homem, mas o que prevalece é a vontade de Deus.

E, junto com a vontade de Deus, chegou o dia do novo desafio. De uma nova etapa na minha carreira, chegou o dia da minha partida, chegou o dia da despedida. Saio daqui por onde cheguei, pela porta da frente e deixo um legado de coisas boas, de bom profissional, de amizades verdadeiras, de caráter. Enfim, obrigado ao Clube Atlético Mineiro, obrigado Kalil, por ter, junto com ele, acreditado no meu trabalho. Obrigado grupo do Atlético, deixo grandes irmãos. Obrigado funcionários, obrigado diretoria, obrigado comissão técnica e, por fim, a torcida do “Eu acredito”, obrigado pelo carinho, paciência e por nunca duvidar da minha capacidade. Grande abraço, eterno Pitbull.

Pierre, Jesus Te ama"

Você pode gostar