Por pedro.logato

Rio - Aos poucos, Vinícius começa a ganhar a confiança da torcida tricolor. O seu começou pelo Fluminense foi o melhor possível. Na partida contra o Friburguense, quando começou como titular, o apoiador marcou o primeiro gol da equipe na temporada. Porém, com a oscilação normal de que chega a um time grande, o atleta acabou perdendo a posição de titular. No jogo contra o Madureira, ele foi importante e apesar do pouco tempo em campo conseguiu agradar e retornar o time titular do Flu no clássico contra o Botafogo.

Vinícius teve boa atuação contra o BotafogoMárcio Mercante

"A minha adaptação demorou um pouco. Tive a oportunidade de jogar no começo. Tudo novo. Depois acabei saindo do time, mas me sinto bem já e busco o entrosamento com a equipe. Independentemente do treinador, procuro dar o melhor. Eles viram isso.Todos buscam a titularidade. Entrei e respeito Wagner, mas a cada jogo e treino aprendo sem deixar de buscar meu espaço", afirmou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

No clássico de sábado, ele foi escalado ao lado do menino Gérson, deixando Wagner, um dos jogadores mais antigos do elenco tricolor no banco de reservas. Dentro de campo, ele não desapontou a torcida, sendo um dos melhores em campo na vitória do Flu, isso tudo sem estar em condições perfeitas de atuar.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

"Não estava 100%. Agradeço ao departamento médico, que me ajudou. Era uma semfinal, clássico, Maracanã, fiz o sacrifício. Sei o quanto é importante estar no Fluminense e ajudei no bom resultado que a gente conseguiu", disse.

Assim como todo o elenco do Flu, o meia também vê em Fred um exemplo a ser seguido. Destaque principal, o atacante fez o dois gols da vitória do Tricolor no clássico. Para a sequência da competição e da sua passagem nas Laranjeiras, Vinícius espera contar bastante com o auxílio do sexto maior artilheiro da história do clube carioca.

"Fred é um ídolo, respeitado. Adversário sabe que ele pode decidir. Nós que estamos do lado, escutamos e tentamos aprender ao máximo com ele. Não penso numa possível ausência dele, caso seja punido pelo tribunal. Seria uma falta grande, mas temos jogadores para suprir a falta e dar o melhor. Se Deus quiser, vai dar tudo certo. Não gosto de entrar nesse assunto. Fred expôs sua opinião no momento de calor. Ele sempre nos passa essa tranquilidade. Vamos aguardar o julgamento na quarta-feira", concluiu.

Você pode gostar