Por pedro.logato

Rio - Foi com a bola nos pés que Vinícius respondeu aos questionamentos sobre a barração de Wagner no clássico com o Botafogo. À procura de agressividade e dinamismo na transição para o ataque, Ricardo Drubscky apostou suas fichas no apoiador, que chegou a ser dúvida na véspera da semifinal do Carioca. Em recuperação de uma torção no joelho esquerdo, Vinícius aceitou o desafio, foi para o sacrifício e não se arrependeu.

“Não estava cem por cento. Agradeço ao departamento médico, fundamental na minha melhora. Vai de mim (a decisão de jogar). Era uma semifinal, um clássico, no Maracanã... Fiz o sacrifício. Sei o quanto é importante estar no Fluminense e fico feliz por ter ajudado na conquista de um bom resultado”, destacou o camisa

Vinícius está em crescimento no FluminenseMárcio Mercante

Fred no banco dos réus

Com a semana livre para treinos pela frente, Vinícius não se considera o dono da posição e prevê dias de disputa na sua e em outras posições. A boa entrada de Wagner durante o Clássico Vovô comprova a teoria do apoiador. O risco de perder Fred na sequência do Carioca é motivo de apreensão nas Laranjeiras.
Denunciado duas vezes com base no Artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva pelas declarações após a expulsão no Fla-Flu, na penúltima rodada do Carioca, o capitão pode pegar um gancho de até 12 partidas. A batalha no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) tem data e horário definidos: nesta quarta-feira, às 17h30.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

“Fred é um ídolo, respeitado. O adversário sabe que ele pode decidir. Nós que estamos do lado, escutamos e tentamos aprender ao máximo com ele. Fred faria uma falta grande (se punido), mas temos jogadores para suprir sua ausência. Torcemos para que dê tudo certo no julgamento”, disse Vinícius.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Depois de sua melhor e mais convincente atuação com a camisa tricolor, o apoiador pretende confirmar a boa fase após a lenta adaptação. Confiante, Vinícius não quer mais deixar a equipe.

Poupados, Fred e Vinícius fazem atividade específica

Dos males, o menor. O exame de ressonância magnética realizado ontem não diagnosticou lesão em Marlon e Henrique. No entanto, a dupla de zagueiros foi preservada do treinamento. Destaques na vitória sobre o Botafogo, Vinícius e Fred também fizeram atividades específicas.

O camisa 9 levou uma pancada na coxa direita e chegou a tomar um analgésico durante o clássico de sábado, dando logo início ao tratamento de recuperação. Dúvida até a véspera da partida, o meia Vinícius se recupera bem da torção no joelho esquerdo, mas, como precaução, deu continuidade à fisioterapia.

Vetado da semifinal após sentir um desconforto na coxa esquerda durante o aquecimento no vestiário, Marlon deve ser liberado para os treinamentos com bola. Com dores no quadril, Henrique segue em tratamento intensivo.

Você pode gostar