Peter rebate Eurico e diz que não aceita intervenção, como ocorreu no Carioca

Após declarações do presidente do Vasco, mandatário do Flu afirma que haverá venda de ingressos para os vascaínos no lado esquerdo do Maraca e ressalta que futebol não é guerra

Por O Dia

Rio - A novela entre Vasco, Fluminense e Maracanã ganhou mais um capítulo nesta terça-feira. Após declarações do presidente do Cruzmaltino Eurico Miranda, alegando que se o lado direito do estádio não for destinado ao Vasco, o clube abriria mão dos ingressos para o clássico, foi a vez do mandatário do Tricolo Peter Siemsen sair em defesa do caso. 

Em sua conta no Twitter, Peter escreveu que haverá a venda dos bilhetes para a torcida adversária no lado esquerdo e que todos os vascaínos serão bem recebidos no Maracanã. Ele também destacou que o Fluminense respeitará as regras do mandante em relação a um possível jogo em São Januário, dito por Eurico na coletiva do Vasco desta terça.

O presidente aproveitou para ressaltar que o Fluminense não aceitará intervencionismo como ocorrido no Campeonato Carioca e destacou que futebol não é guerra.