Renato Gaúcho explica ausência e nega problema com presidente do Flu

Ídolo tricolor alega compromissos particulares

Por O Dia

Rio - A coroação não teve o rei. Protagonista do título Carioca de 1995 e autor do histórico gol de barriga sobre o Flamengo, Renato Gaúcho não apareceu na festa do Fluminense pelos 20 anos do feito, nesta quinta-feira, nas Laranjeiras. Nesta sexta, o ídolo tricolor explicou a ausência e negou problemas de relacionamento com o presidente Peter Siemsen.

Renato Gaúcho foi modelo da camisa em homenagem aos 20 anos do gol históricoDivulgação

Ao todo, 16 jogadores do elenco do título de 1995 participaram da festa, entre eles Ailton, Lira, Ronald e Lima. O técnico Joel Santana também compareceu. Renato não apareceu na comemoração, mas participou da comemoração, seja numa faixa pendurada no salão das Laranjeiras e também como modelo na camisa lançada para homenagear o feito.

Nesta sexta-feira, via assessoria de imprensa, Renato Gaúcho se pronunciou e explicou por que não apareceu nas Laranjeiras. Confira na íntegra.

“Li e ouvi alguns comentários com relação à minha ausência na festa que o Fluminense promoveu por conta dos 20 anos do título Estadual de 1995. Gostaria de esclarecer alguns pontos. Em primeiro lugar, não pude participar do evento por conta de compromissos particulares assumidos de forma antecipada. Não tenho qualquer problema de relacionamento com o presidente Peter. Muito pelo contrário. Conversei com o pessoal do Fluminense recentemente e expliquei meus motivos. Um deles, inclusive, ouvi o presidente dizer em entrevistas que deu durante o evento. Participei recentemente de uma matéria e até coloquei a camisa do clube, relembrando o feito histórico. Tenho muito orgulho de ter feito parte desta conquista e de ter o meu nome gravado na história do Fluminense. Todos sabem do carinho que eu tenho pelo clube e isso nunca vai mudar.”