Flu de olho no topo e no mercado

Tricolor pega o São Paulo e quer liderança. Com proposta, Wagner não joga

Por O Dia

Rio - O medo de novo desmanche preocupa a torcida do Fluminense. Na véspera do confronto com o São Paulo, neste sábado, às 16h, no Morumbi, Wagner teve o pedido de liberação acatado pela diretoria. Com propostas da China e dos Emirados Árabes, o apoiador decidirá o futuro com a família no Rio. O Tricolor é dono de 20% dos direitos do camisa 10.

Embalado pela sequência de três vitórias, o Fluminense defenderá sua permanência no G-4 do Brasileiro. Mas o assédio do mercado pode minar o planejamento do clube ao longo da competição. Depois de lucrar R$ 17 milhões com a venda de Kennedy, que deve ser repassado ao Chelsea, o clube carioca não descarta outras saídas.

Fluminense enfrenta o São Paulo neste domingoDivulgação

Com passaporte italiano, Giovanni foi sondado pela Udinese. Destaque no Mundial Sub-20, na Nova Zelândia, Marlon está valorizado no mercado. Seu empresário está na Europa e a expectativa é que desembarque no Rio com propostas. No entanto, a pretensão da diretoria é manter o zagueiro até dezembro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Em recuperação de uma fratura no quinto metatarso do pé esquerdo, Vinícius e seus representantes conversavam com o Al Shabbab, da Arábia Saudita. A lesão atrapalhou o curso da negociação. Com propostas de Barcelona e Juventus, Gerson terá o destino selado até o fim da janela europeia. Todos os atletas citados são titulares.

Em dificuldade financeira desde o fim da parceria com a Unimed, a diretoria analisa as ofertas, mas tentará segurar alguns atletas até dezembro. Com o risco de novas baixas, o Flu negocia as chegadas de Osvaldo, ex-São Paulo, e Wellington Paulista, ex-Coritiba.

BARÇA SEGUE NA FRENTE POR GERSON

O Barcelona mantém a dianteira na disputa pelo apoiador Gerson. Como a diretoria do Fluminense adota o silêncio para não atrapalhar o curso das negociações, o jornal espanhol ‘Marca’ informou na edição de ontem que o clube catalão igualou a proposta de R$ 55,5 milhões feita pela Juventus pelos direitos da joia, de 18 anos.

Diante da concorrência, o Barça exercerá o direito de preferência na contratação do apoiador, garantido pelo pagamento de R$ 12 milhões em maio. A boa notícia é que Gerson reforçaria o Fluminense até o fim do Brasileiro, em função da punição da Fifa que impede o Barcelona de contratar até a janela de janeiro de 2016.