Mário Bittencourt diz que 'frisson' nas Laranjeiras por R-10 já era esperado

Dirigente ainda afirmou que Cícero pode enfrentar o Grêmio

Por O Dia

Rio - Depois do treino realizado nas Laranjeiras, nesta terça-feira, o vice-presidente de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt, tomou a palavra e concedeu entrevista coletiva. Entre os temas abordados, a definição sobre Cícero, Wellington Paulista e um futuro nome para a lateral-esquerda. Sobre o primeiro, o dirigente garantiu que o meia está de volta e pode fazer a sua reestreia já no sábado contra o Grêmio.

Mário Bittencourt falou sobre a situação de jogadores do FluminenseNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

"Sobre o Cícero, ele está de volta.Tudo acertado. Ele se apresenta amanhã (na quarta-feira) e fica à disposição para o duelo contra o Grêmio. Está inscrito no BID", disse, para depois explicar o motivo da demora na regularização de Wellington Paulista.

"Há uma pendência, não é retaliação do Internacional. Estamos esperando a liberação da Federação Gaúcha. Até o fim de semana estará a disposição", afirmou.

Com muitos reforços chegando, o Fluminense ainda tem uma carência na lateral-esquerda. Com a lesão de Giovanni, que rompeu os ligamentos do joelho e só retorna na próxima temporada, o Tricolor passa a ter apenas Breno Lopes como profissional para a posição. Apesar disso, Mário apostou na qualidade da base para a composição do elenco.

"Não estamos aflitos. O Breno é titular e deve continuar assim. Temos opções na base, se houver alguma oportunidade do mercado iremos analisar", disse.

Por fim, o vice de futebol comentou a mudança no clima das Laranjeiras com a chegada de Ronaldinho. Nesta terça, assim como no dia anterior, mais de 100 tricolores marcaram presença no treinamento. Segundo Mário, a situação já era esperada e não se trata de algo inédito no Tricolor.

"O Ronaldinho é um astro do futebol mundial. Tinhamos certeza que o clima no clube ficaria diferente. Mas não mudou a nossa rotina. Quando o Fred chegou, o Romário, o Deco também houve frisson parecido", opinou.