Guerreiro, Fluminense marca nos acréscimos e vence o Paysandu

Tricolor abre vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil

Por O Dia

Rio - O Fluminense mostrou mais uma vez que é um time de guerreiros. O Tricolor sofreu com o cansaço e jogadores desgastados. O Paysandu complicou a vida do Flu, deu trabalho e poderia até ter vencido, mas viu Renato ser o herói do clube carioca. O lateral-direito fez o gol da vitória aos 47 minutos do segundo tempo: 2 a 1, nesta quinta-feira, no Maracanã, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O goleiro Júlio César foi outro destaque do Fluminense. Ele substituiu Diego Cavalieri, com lombalgia, e salvou o time algumas vezes, sendo ovacionado pela torcida.

FOTOGALERIA: As imagens da vitória do Fluminense sobre o Paysandu

Renato fez o gol que garantiu a vitória do FluminenseAlexandre Brum / Agência O Dia

Com a vitória, o Fluminense fica em vantagem e pode empatar o jogo de volta, na quarta-feira, às 19h30, no Mangueirão. Antes, no domingo, o Fluminense entra em campo para enfrentar o Joinville, às 16h, na Arena Joinville, pelo Campeonato Brasileiro.

O jogo

O Fluminense encontrou dificuldade no início do duelo para criar. O time pecava na troca de passes. A primeira chance só aconteceu aos 20 minutos. Após cruzamento, Ronaldinho ajeitou com o peito para Fred. O atacante finalizou de primeira, mas parou em Emerson. O Tricolor ameaçou mais uma vez jogando pela direita. Emerson cortou bola levantada e ainda abafou chute de Edson.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

O técnico Enderson Moreira precisou fazer a primeira mudança. Wellington Silva sentiu um desconforto muscular na coxa direita e deu lugar a Renato. O Paysandu levou perigo. Após cruzamento pela esquerda, Aylon tentou a finalização. A zaga do Flu conseguiu afastar. O lado direito era o mapa da mina para o Tricolor. Renato levantou para Fred. Emerson precisou trabalhar de novo e rebateu a bola.

O Flu quase levou um castigo. A zaga cochilou e permitiu que Aylon entrasse livre na área, após cruzamento. Ele bateu de primeira, mas Júlio César salvou o Tricolor. O Fluminense entrou em pane nos minutos finais da primeira etapa. Pikachu fez fila na entrada da área, tabelou e ficou cara a cara com Júlio Cesar, que saiu nos pés do lateral-direito e impediu o gol.

O Tricolor voltou para o segundo tempo sem Fred. O atacante sofreu uma pancada na coxa direita e, por precaução, deu lugar a Magno Alves. E o Magnata desencantou com a camisa do Fluminense. Após cruzamento de Gustavo Scarpa, ele cabeceou com estilo, sem chances para Emerson: 1 a 0. Foi o primeiro gol de Magno Alves desde que voltou para o Flu.

Magno Alves%2C que entrou no lugar de Fred%2C abriu o placar para o FluminenseAlexandre Brum / Agência O Dia

Enderson teve de fazer a última alteração. Ronaldinho, cansado, deu lugar a Lucas Gomes. O Fluminense foi castigado. Em cobrança na entrada da área, Pikachu cobrou com categoria e fez 1 a 1. O Paysandu quase virou. Após contra-ataque, Misael obrigou Júlio César a se esticar todo para salvar. O goleiro evitou o segundo do Papão nos minutos finais. Ele espalmou após desvio em cobrança de escanteio.

O Fluminense mostrou a faceta de guerreiros mais uma vez e castigou o Paysandu. Após uma sequência de escanteios, Renato ficou com a sobra na entrada da área e soltou a bomba, no ângulo de Emerson, aos 47 minutos do segundo tempo: 2 a 1. Uma vitória no sufoco.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2X1 PAYSANDU

Estádio: Maracanã
Público e renda: 11.597 pagantes / 13.523 presentes / R$ 406.550,00
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Gols: Magno Alves (Fluminense, aos 9' do 2ºT), Yago Pikachu (Paysandu, aos 26' do 2ºT) e Renato (Fluminense, aos 47' do 2ºT)
Cartão amarelo: Ricardo Capanema, Jhonnatan, Gualberto, Yago Pikachu, Augusto Recife e Emerson (Paysandu) e Magno Alves e Edson (Fluminense)
Cartão vermelho: - 

FLUMINENSE: Júlio César; Wellington Silva (Renato, aos 29' do 1ºT), Gum, Marlon e Gustavo Scarpa; Edson, Jean, Cícero e Ronaldinho Gaúcho (Lucas Gomes, aos 25' do 2ºT); Marcos Junior e Fred; Técnico: Enderson Moreira.

PAYSANDU: Emerson; Yago Pikachu, Thiago Martins, Gualberto e João Lucas; Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan (Misael, aos 20' do 2ºT) e Carlinhos (Paulo Otávio, aos 38' do 2ºT); Aylon e Leandro Cearense (Betinho, aos 43' do 2ºT); Técnico: Dado Cavalcanti.