Ronaldinho sai sob vaias e Fluminense é derrotado pelo Atlético-MG, no Maraca

Giovanni Augusto e Patric marcaram para o Galo, enquanto Wellington Paulista fez o gol tricolor, na derrota por 2 a 1

Por O Dia

Rio - O reencontro de Ronaldinho Gaúcho com o Atlético-MG, neste domingo, no Maracanã, não foi dos melhores. O Fluminense, novo lar de R-10, perdeu para o Galo por 2 a 1. Giovanni Augusto botou o time visitante na frente, aos 22 do primeiro tempo. No primeiro minuto para o retorno na etapa final, Wellington Paulista deixou tudo igual no Maraca. Aos 37, Patric decretou o placar do jogo.

FOTOGALERIA: As imagens do duelo entre Fluminense e Atlético-MG no Maracanã

O resultado manteve o Atlético na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 42 pontos, a derrota foi traumática para o Fluminense e deixou um saldo ruim, além do marcador. A equipe de Enderson Moreira saiu do G-4, caiu para a sétima colocação, com 33 pontos, e acendeu o alerta vermelho para um dos grandes craques do elenco: Ronaldinho Gaúcho. Com atuação discreta e muitas vaias, o jogador acabou substituído por Magno Alves.

O Fluminense volta a jogar nesta quarta-feira, contra o Corinthians, às 22h, na Arena Corinthians. Já o Atlético-MG encara o Atlético-PR, também na quarta-feira, às 21h, no Independência.

Ronaldinho Gaúcho%2C muito vaiado pela torcida tricolor%2C lamenta ao lado de Wellington PaulistaAlexandre Brum / Agência O Dia

O JOGO

O jogo começou com as duas equipes trabalhando no campo de ataque. Apesar do Fluminense também criar algumas jogadas, a predominância era do Atlético-MG, que logo aos 11 minutos chegou com perigo com Thiago Ribeiro chutou da intermediária, obrigando Diego Cavalieri a fazer boa defesa e evitar o primeiro gol da partida.

A resposta tricolor chegou aos 17. Gustavo Scarpa recebeu na esquerda e cruzou para Wellington Paulista, que cabeceou para fora do gol atleticano.

A leve superioridade do Galo deu resultado aos 22 minutos. Lucas Pratto deu passe para Luan, que cruzou na área. Giovanni Augusto achou a bola e mandou para o fundo do gol, de cabeça, fazendo 1 a 0 para o Atlético-MG, em pleno Maracanã.

O gol mudou o panorama do jogo, que antes apresentava um certo equilíbro. O Atlético partiu para cima e quase não deu espaços para o Fluminense, que tocava a bola no campo de defesa e quando finalmente chegava ao ataque, não conseguia criar boas jogadas. A defesa do Galo anulava facilmente todas as tentativas tricolores.

Apesar do domínio apresentado - o Galo tinha 69% de posse de bola -, a equipe visitante também não conseguiu mais chegar com perigo ao gol de Diego Cavalieri e levou um susto aos 42 minutos. Wellington Paulista deu bom passe para Jean, que invadiu a área e chutou, levando perigo para Victor.

O início do segundo tempo demonstrava que a etapa final teria contornos diferentes do que os primeiros 45 minutos de jogo. Logo no primeiro minuto, Wellington Paulista, que participou de todas as jogadas perigosas do tricolor na partida, alterou o marcador e deixou tudo igual no Maracanã. Gum fez o lançamento e o atacante mandou para o fundo da rede fazendo 1 a 1.

Tal qual o Atlético no primeiro tempo, o Fluminense se animou com o gol e partiu permanece no campo de ataque. No segundo minuto, Scarpa tocou para Jean, que soltou uma bomba em direção ao gol, obrigando Victor a defender para evitar a virada tricolor.

A superioridade tricolor se mantinha, até que aos 13, Giovanni Augusto cobrou falta e levou grande perigo ao gol de Cavalieri, que defendeu. A bola sobrou para Pratto, que cruzou, mas a zaga adversária afastou a bola da área.

Um jogador não se destacou como o esperado pelo lado do Fluminense. Ronaldinho Gaúcho pouco apareceu, não fez boas cobranças de falta e foi muito vaiado pela torcida presente no Maracanã, até ser substituído, sob grandes críticas, por Magno Alves, aos 22 minutos.

A melhora tricolor no início do segundo tempo não durou até o fim da partida e ainda na metade da etapa final, o Atlético voltava a crescer no jogo e levar mais perigo ao gol de Cavalieri, do que o Fluminense a Victor.

Patric, aos 37, coroou a recuperação do Galo na partida. O lateral-direito tabelou com Marcos Rocha na entrada da área e finalizou, sem dar chances de defesa para o goleiro adversário. A jogada colocou o Atlético mais uma vez na frente no placar.

O Fluminense ainda teve chance de emptar novamente o jogo aos 46, com cobrança de falta de Vinícius. Victor saiu mal do gol e Cícero teve a chance de mandar para o fundo da rede, de cabeça. A bola bateu na trave a sacramentou o placar final da partida em 2 a 1 para o Atlético-MG.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Estádio: Maracanã 
Público e renda: 20.533 / R$ 756.925,00   
Árbitro: Marielson Alves da Silva 
Gols: Giovanni Augusto (Atlético-MG, aos 22' do 1ºT); Wellington Paulista (Fluminense, no 1' do 2ºT); Patric (Atlético-MG, aos 37' do 2ºT) 
Cartão amarelo: Lucas Pratto, Luan, Rafael Carioca (Atlético-MG); Wellington Paulista, Marlon, Cícero (Fluminense) 
Cartão vermelho: -

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Renato (Vinícius, aos 36' do 2ºT), Gum, Marlon e Victor Oliveira (Gerson, no intervalo); Edson, Jean, Ronaldinho Gaúhco (Magno Alves, aos 22' do 2ºT), Cícero e Gustavo Scarpa; Wellington Paulista. Técnico: Enderson Moreira

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Giovanni Augusto; Luan (Patric, aos 26' do 2ºT), Thiago Ribeiro (Dátolo, aos 21' do 2ºT) e Lucas Pratto. Téncico: Levir Culpi