Protestos, invasão e confusão marcam o treino do Fluminense nas Laranjeiras

Após clima tenso no desembarque, torcedores voltam a cobrar e clima esquenta no Tricolor na tarde desta terça-feira

Por O Dia

Rio - O tempo fechou nas Laranjeiras. Após a sétima partida sem vitória, o torcedor perdeu a paciência e voltou a protestar na tarde desta terça-feira. Cerca de 40 torcedores, alguns membros de uma torcida organizada, compareceram ao treino, que foi marcado sob protesto, invasão e confusão. A segurança precisou ser reforçada, mas não impediu que um torcedor invadisse o gramado e, escoltado por Macão, conversou com o zagueiro Antônio Carlos e o volante Edson. 

Cerca de 40 torcedores foram às Laranjeiras protestar contra a má fase do FluminenseMárcio Mercante / Agência O Dia

Ao som de "time sem vergonha", os que estavam presentem xingavam também o atacante Fred, o técnico Enderson Moreira e o dirigente Mário Bittencourt, os mais cobrados do grupo. Na saída do torcedor do gramado, outros tentaram invadir e se estranharam com os seguranças. Após o ocorrido, uma reunião foi realizada entre os jogadores, a comissão técnica e a diretoria tricolor. O clube pediu reforço policial.

Sem ainda vencer no segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Fluminense segue cada vez mais longe do G-4 e despencou para a 11º colocação na tabela, com 34 pontos. Na próxima quarta-feira, o Tricolor recebe o Palmeiras, às 19h30, no Maracanã.

Um membro de uma torcida organizada do Flu conseguiu invadir o campo, conversou com jogadores e precisou ser contido pelos segurançasMarcelo Bertoldo / Agência O Dia