Enderson agradece a oportunidade no Flu e explica situação de Ronaldinho

Após ter sua saída confirmada pelo presidente, treinador disse que R10 começaria a ser aproveitado nos próximos jogos

Por O Dia

Rio - Em sua segunda passagem pelo Fluminense, Enderson Moreira teve um bom início no comando do time e esteve no primeiro turno do Brasileiro brigado pelo G-4. Porém, a campanha da equipe no returno tem sido um completo desastre com seis derrotas e um empate. A última delas foi nesta quarta-feira por 4 a 1 para o Palmeiras. Após a derrota, o treinador foi dispensado pela diretoria. Ele fez questão de agradecer a oportunidade e explicou a decisão sobre deixar Ronaldinho no banco o tempo todo.

Em sua segunda passagem pelo Fluminense%2C Enderson teve apenas 47%2C4% de aproveitamento em 26 jogosErnesto Carriço/Agência O Dia

"Agradeço ao Fluminense, que participa dessa minha paixão pelo futebol. Nós não conseguimos nos reerguer. Jogamos melhor que o Palmeiras 70% do jogo. Lamento pelo torcedor. Não foi a vinda de um atleta (R10) que nos fez entrar no caminho errado. Foi a combinação de saída e chegadas. Eu ofereci ao Ronaldinho seis jogos para que ele tentasse mostrar o futebol. Expectativa é que pudéssemos aproveitá-lo agora. No Fla-Flu, realmento foi a virose que aconteceu. Não houve recusa ao banco. Disse que não estava em condições", afirmou.

Por ora, o auxiliar Marcão comandará as atividades da equipe. Na nova passagem pelo Flu, Enderson somou 26 jogos com 11 vitórias, quatro empates e 11 derrotas, com aproveitamento de 47,4%.