Fred encerra jejum e Fluminense vence primeiro jogo no returno do Brasileirão

Gustavo Scarpa marcou o segundo e fechou o placar em 2 a 0 para o Tricolor sobre o Goiás, neste sábado, no Maracanã

Por O Dia

Rio - Um Fluminense com a pior campanha do returno e um Goiás recém-saído da zona de rebaixamento. O jogo deste sábado, no Maracanã, tinha contornos dramáticos para ambos os times, que precisavam da vitória para afastar, pelo menos um pouco, o perigo. A festa ficou com os donos da casa, que venceram por 2 a 0 e puderam comemorar os gols de Fred e Gustavo Scarpa, e assim ver o Z-4 ficar um pouco mais distante.

FOTOGALERIA: Confira as imagens da vitória do Fluminense sobre o Goiás

O time das Laranjeiras contou com a experiência e o dia inspirado de Diego Cavalieri para se manter à frente no marcador. O goleiro foi bastante exigido ao fim da partida e fez grandes defesas para evitar que a equipe adversária encostasse no placar.

Apesar da atuação não ter sido superior durante todos os 90 minutos, a vitória tricolor marcou o primeiro resultado positivo do time no returno do Campeonato Brasileiro, após sete derrotas e um empate. Além disso quebrou o jejum de gols de Fred, que não balançava as redes havia mais de um mês. Ronaldinho Gaúcho, com atuação discreta, participou do primeiro gol da partida, mas foi substituído no intervalo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

O resultado positivo afastou o Fluminense da zona da degola. Agora com 37 pontos, o Tricolor é o 10º colocado. O próximo compromisso da equipe pelo Brasileirão será contra o Santos, no próximo domingo, às 16h, na Vila Belmiro.

Já o Goiás torce para a Chapecoense não vencer, para continuar fora do Z-4. Com 31 pontos, o time é o 16º e pega o Figueirense no próximo domingo, no Serra Dourada, às 16h.

O Fluminense venceu o Goiás por 2 a 0 neste sábado%2C no MaracanãMárcio Mercante / Agência O Dia

O jogo

O Fluminense começou ditando as regras do jogo. Dando poucos espaços para o Goiás criar ou ao menos ficar com a bola nos pés. Os dez primeiros minutos da partida foram de superioridade absoluta dos donos da casa, fato refletido em números: cerca de 77% de posse de bola para o Flu, contra apenas 23% do Esmeraldino.

Ainda assim, poucas chances reais de perigo foram criadas. Apenas aos 11 minutos, a bola foi cruzada para a área e Fred tentou pegar de primeira, sem sucesso.

A partir dos 20 minutos, o Goiás pareceu pegar fôlego e acordar para o jogo. Zé Love recebeu na ponta esquerda e chutou de direita, acima do gol de Cavalieri. Aos 23, o zagueiro Fred quase acertou a bola no ângulo.

E foi justamente durante a reação esmeraldina que o Fluminense abriu o marcador no Maraca. Aos 28 minutos, Ronaldinho cobrou falta para Léo Pelé, que cruzou, encontrando Fred, que mandou a bola para o fundo da rede. O gol pôs fim ao jejum do ídolo tricolor, que não marcava há 41 dias.

A vantagem para o Tricolor mudou o panorama do jogo. Aos poucos a equipe de Eduardo Baptista foi perdendo força, ao tentar segurar a bola, e deixando o Goiás retomar o poder de ataque. Com isso, o Esmeraldino começou a sair em velocidade, buscando o gol adversário. Aos 35, um bombardeio na área do Flu. Patrick chutou em cima de Marlon. No rebote, Bruno Henrique chutou e obrigou Cavalieri a fazer uma grande defesa para evitar o empate. As estatísticas já não mostravam mais superioridade do Flu: 56% de posse de bola ao fim do primeiro tempo.

O segundo tempo que poderia coroar a reação dos visitantes, na verdade apenas consolidou a vitória tricolor. Logo aos quatro minutos, Gustavo Scarpa deu um lençol no zagueiro Fred e chutou de direita, no ângulo de Renan, anotando um golaço e fazendo 2 a 0 para o Flu.

Aos dez minutos, o terceiro do Tricolor parecia estar certo. Marcos Junior arrancou em velocidade pela direita, invadiu a área, mas chutou mal e mandou para fora do gol de Renan.

O Goiás tentava buscar os espaços do Fluminense para voltar a levar perigo, apostando na velocidade. Com isso, o Esmeraldino cresceu gradualmente no jogo, passou a ter mais a bola nos pés e a dominar a partida. Aos 15, Erik tabelou com David, que chutou de esquerda, para fora. Já aos 21, a bola sobrou para Zé Love, que chutou de longe e levou perigo para Diego Cavalieri.

Os últimos minutos foram de total pressão dos visitantes. Aos 32, Zé Love invadiu a área e bateu de pé esquerdo, obrigando Diego Cavalieri a fazer mais uma grande defesa na partida. Aos 38, Liniker cobrou falta distante, mas soltou uma bomba na direção do gol. O arqueiro tricolor foi exigido mais uma vez e correspondeu à altura. Aos 44, Fred, do Goiás, cobrou falta perigosa, mas o salvador foi outro: o travessão. Assim, Fluminense se manteve à frente no placar, que ficou fechado em 2 a 0.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 0 GOIÁS

Estádio: Maracanã
Público e renda: 11.725 / R$ 232.110
Árbitro: Marielson Alves da Silva
Gols: Fred (Fluminense, aos 28' do 1ºT); Gustavo Scarpa (Fluminense, aos 4' do 2ºT)
Cartão amarelo: Gustavo Scarpa, Fred, Cícero, Pierre (Fluminense); Bruno Henrique, Felipe Macedo, Liniker (Goiás)
Cartão vermelho: -

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jean, Gum, Marlon e Léo Pelé; Pierre, Cícero, Ronaldinho Gaúcho (Marcos Junior, no intervalo), Gustavo Scarpa (Wellington Paulista, aos 28' do 2ºT) e Gerson (Osvaldo, aos 20' do 2ºT); Fred. Técnico: Eduardo Baptista

GOIÁS: Renan; Gimenez (Everton, aos 24' do 2ºT), Felipe Macedo, Fred e Rafael Forster; Rodrigo (Liniker, aos 13' do 2ºT), Patrick e David; Bruno Henrique (Carlos, aos 33' do 2ºT), Zé Eduardo e Erik. Técnico: Artur Neto