Hora da arrancada do Fluminense

Bem treinado e descansado, time encara o São Paulo

Por O Dia

Rio - Depois de uma semana de muito trabalho, chegou a hora de o Fluminense colocar em prática contra o São Paulo, nesta quarta-feira, às 22h, no Maracanã, o resultado de horas de trabalhos táticos, técnicos e físicos nas Laranjeiras. Em situação delicada no Brasileiro, o Tricolor pretende deixar o posto de lanterna do returno para trás. Com apenas uma vitória em dez rodadas, a equipe — 12ª colocada no geral, com 37 pontos — teme o perigoso namoro com a zona de rebaixamento e aposta no fator casa/torcida para dizimar de vez qualquer risco.

Eduardo Baptista teve tempo para treinar o FluminenseDivulgação

Quatro dos próximos cinco confrontos serão no Rio: São Paulo, Atlético-PR, Vasco e Chapecoense. Sucessor de Enderson Moreira em meio à crise tricolor, Eduardo Baptista celebrou a primeira semana livre para trabalhar suas ideias com maior intensidade e espera colher os frutos do trabalho hoje à noite.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

“É importante. Cheguei em um sábado e em seguida fiz a estreia. Depois, decisões contra o Grêmio. Essa parada foi fundamental para treinar todos os setores. Estou muito satisfeito e com a cabeça tranquila que nós fizemos o nosso melhor. Trabalhamos tudo. Bola no chão, pelos lados, entrando pela frente, aérea. Nossa área é muito alta, tanto defensiva, quanto ofensivamente”, avaliou o treinador.

Sem mistério, ele não escondeu a escalação da equipe, que terá Higor e Breno Lopes como novidades nas laterais. Vetado, Pierre terá Cícero, com uma função mais tática e defensiva, como substituto. Baptista, porém, ganhou uma boa dor de cabeça com a evolução de Vinícius e Osvaldo. No faro de gols do capitão Fred, o técnico e a torcida depositam a confiança na vitória: “Ele tem ajudado muito. Fico feliz que tenha marcado nos últimos dois jogos”, disse.

MARLON CHEGA DE MANAUS E DEVE JOGAR

A presença entre os titulares no treino tático de ontem foi a indicação da provável escalação de Marlon contra o São Paulo. Cauteloso, o técnico Eduardo Baptista não bancou o zagueiro, titular na vitória de 5 a 1 da Seleção olímpica sobre o Haiti, na segunda-feira.

Marlon chegou de Manaus na manhã de terça-feira e será novamente avaliado. Caso fique no banco como opção, Artur será o escolhido para jogar ao lado de Gum, no Maracanã.