Presidente do Flu se irrita com pênalti e ataca arbitragem: 'Incompetência'

Peter Siemsen diz que foi prejudicado e pede a renúncia de Sérgio Corrêa, presidente da Comissão Nacional de Arbitragem

Por O Dia

Rio - Presidente do Fluminense, Peter Siemsen não ficou totalmente satisfeito com a vitória de seu time. Isso porque o Tricolor sofreu um gol após a marcação de um pênalti que o dirigente considera inexistente. O jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil terminou 2 a 1. Ele ficou na bronca com o árbitro Leandro Pedro Vuaden.

Peter Siemsen esbravejou contra a arbitragem de Leandro Pedro VuadenErnesto Carriço / Agência O Dia

Após o jogo, Siemsen concedeu coletiva e disparou contra a arbitragem: "Nós já estamos cansados, nós já vimos isso toda hora. Estamos vivendo uma incompetência na área de arbitragem brasileira". Em relação ao lance do pênalti, especificamente, o presidente falou: "Eu vi e revi várias vezes. Não tem nem cheiro de pênalti. Realmente, eu até perdi a cabeça com o árbitro na saída do campo, fui agressivo com ele, mas porque ele mereceu."

LEIA MAIS: Marcos Junior também reclama da arbitragem: 'Não foi pênalti'

Além disso, o dirigente pediu a renúncia do presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Corrêa: "Isso não está certo, é um absurdo. Eu acho que o Sérgio, na CBF, deveria se indignar e renunciar. Se ele não renunciar, é uma vergonha. Ele não tem mais desculpa, já conversou comigo dez vezes, mostrou mensagem do técninco lá da Fifa, da interpretação. Sérgio, acabou a desculpa. Hoje foi escandaloso, hoje não tem solução."

LEIA MAIS: Wellington Silva faz alerta sobre vantagem do Flu na Copa do Brasil

Siemsen ainda crê que os jogadores também se revoltaram e tomaram a situação como motivação para a partida de volta.

"Você colocou o Fluminense com os brios lá em cima. Eu tenho certeza de que cada jogador, hoje, está mexido por dentro. Nós vamos dar a vida em São Paulo por essa vaga, mas que você, árbitro, prejudicou o Fluminense, você prejudicou demais. Mata-mata não pode ter árbitro fraco, ruim. Árbitro que favorece o adversário. Isso é inaceitável", disse.

A partida de volta acontece na próxima quarta-feira, 28 de outubro, às 22h, no Allianz Parque.

Fonte iG