Mesmo sem estar 100%, Fred treina nas Laranjeiras e deve jogar na quarta

Atacante foi campo nesta segunda-feira e apesar de não mostrar muita desenvoltura na atividade, será relacionado para o confronto contra o Palmeiras pela Copa do Brasil

Por O Dia

Rio - Se depender de Fred, o Fluminense poderá contar com o seu capitão no jogo decisivo contra o Palmeiras, na quarta-feira, em São Paulo, pela semifinal da Copa do Brasil. Ainda se recuperando da lesão no tornozelo e no joelho sofrida no primeiro jogo, o camisa 9 foi a campo e treinou normalmente nesta segunda-feira, nas Laranjeiras. Apesar de não demonstrar muita desenvoltura e claramente aparentar não estar 100%, ele deve ser relacionado para o confronto.

Fred participou normalmente do aquecimento com os jogadores e teve uma longa conversa com Eduardo Baptista durante a atividade. No fim, o capitão tricolor ainda participou de um exercício de finalização, antes de deixar o campo andando sem problemas ao lado do vice-presidente Mário Bittencourt. Os demais jogadores que foram titular na partida contra o Atlético-PR no sábado fizeram apenas um trabalho leve. 

Apesar de não estar 100%%2C Fred deve entrar em campo contra o Palmeiras na quarta-feiraMárcio Mercante / Agência O Dia

Um dos líderes do Fluminense ao lado de Fred, Jean fez questão de destacar a importância de ter o camisa 9 em campo e diz torcer para que ele possa entrar em campo na quarta-feira: "Falar do Fred aqui... vocês já sabem. É líder, é quem cobra, é quem briga pelo grupo. Ele tem muita força. Dentro de campo, tem qualidade. Fico feliz pela possível volta dele. Ele treinou normal. A princípio, sem dor. Espero que ele esteja 100% na quarta", disse o volante que pregou atenção do Tricolor a velocidade do ataque palmeirense e a pressão da torcida.

"Eles têm a velocidade do Dudu e do Gabriel Jesus, além da qualidade deles. O principal é a bola alta, a briga pela primeira e pela segunda bolas. As jogadas pelas laterais. Estamos treinados e sabemos que esse é o ponto forte deles. Vamos lidar com isso. Vai ser normal (pressão da torcida). Estamos esperando. A posse de bola, uma das nossas qualidades, vai ser importante. Não podemos nos encolher caso contrário eles vão crescer. Temos de nos posicionar bem e ter coragem para atacar. Sair rápido no contragolpe."