Gustavo Scarpa de bola cheia no Flu

Eduardo Baptista elogia amadurecimento do jovem meia

Por O Dia

Rio - Sem a referência do capitão Fred, uma nova formação tricolor chamou a atenção na vitória sobre o Vasco, domingo, quando jovens revelações ganharam mais liberdade para atacar e decidir o clássico. Eduardo Baptista usou a movimentação dos homens do meio para confundir o rival e ressalta que o esquema só funcionou graças à dedicação do elenco, em particular de Gustavo Scarpa. Esforçado, ele vive excelente fase, com convocação para a seleção olímpica, e já é unanimidade nas Laranjeiras.

Em alta, Gustavo Scarpa recebe elogios do técnico Eduardo BaptistaMárcio Mercante / Agência O Dia

“O Gustavo está sendo premiado com a ida para a Seleção. Para chegar lá, não basta ser grande jogador, tem de ser grande homem. E ele só está mostrando que amadureceu e merece essa chance”, elogiou Eduardo Baptista.

O treinador se derrete quando fala do garoto. Além de ser polivalente, Scarpa é taticamente o jogador que todo comandante gostaria de ter. Aplicado defensivamente e com bom passe, tem tudo para se firmar como grande atleta. A prova disso é que parece estar refeito do baque que foi ter desperdiçado um pênalti na eliminação da Copa do Brasil para o Palmeiras.

“Grandes nomes já perderam pênalti, faz parte. Prefiro exaltar a coragem dele. Errar ou acertar é para quem está lá. Vão ter outras situações em que ele vai ter que chamar a responsabilidade, já que caminha para uma carreira de sucesso”, disse o treinador.

Se havia algum receio de abatimento com a eliminação, a vitória sobre o Vasco dissipou qualquer nuvem negra.

“Não ficou nenhum trauma. Ficamos chateados, mas depois conseguimos voltar o foco para o Brasileiro”, decretou Jean, ao site oficial do clube.

Defesa forte e preparo físico para engrenar

O grande mérito de Eduardo Baptista talvez tenha sido o de ter arrumado a defesa. O setor ganhou mais solidez desde a chegada do treinador e Gum e Marlon tiveram a confiança para jogar, mesmo com o clube sob pressão. A atuação do setor contra o Vasco foi elogiada e a evolução se deve ao bom preparo físico demonstrado pela equipe.

“A defesa esteve muito bem, foi uma parede. Isso é bom. Vamos para uma reta final com uma condição física muito boa e queremos conquistar nossos objetivos daqui para frente”, analisou Eduardo Baptista.

O bom trabalho foi exaltado por Gustavo Scarpa: “A gente tomava gol muito facilmente. Depois veio o Eduardo e conseguiu ajeitar nossa defesa. Méritos dele.”