Balanço positivo no Fluminense

Cavalieri diz que time fez boa temporada e tem base confiável para 2016

Por O Dia

Rio - A previsão de um ano conturbado para o Fluminense após o fim da parceria com a Unimed se cumpriu. Em ‘reconstrução’, o clube conviveu com atrasos de salário, saída de medalhões como Conca, Wagner e Rafael Sobis e recorreu à venda de promessas como Kenedy e Gerson para equilibrar as finanças. Remanescente do processo de reformulação, Diego Cavalieri crê que o cenário não seja tão devastador como o anunciado no início da temporada. O Fluminense ‘não acabou’ como muitos previam, mas teve um rendimento aquém do esperado.

Cavalieri analisou temporada do FluminenseNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

“Não gosto de dar nota. A expectativa era de um ano conturbado. Passamos por momentos bons e ruins. É importante ter uma base consolidada para começar um trabalho, com o técnico sabendo com quem ele pode contar. Pode projetar o trabalho. Isso seria muito importante ”, disse o camisa 12.

Livre do risco de rebaixamento para a Série B do Brasileiro, o discurso de Diego Cavalieri já projeta a próxima temporada. Com contrato até o fim de 2016, o técnico Eduardo Baptista aproveitará as últimas rodadas para definir quem continuará nos planos ou entrará na barca.

É o caso de Edson. Embora tenha contrato até o fim de 2018, o volante está insatisfeito com a perda de espaço. Como Jean é dúvida, ele poderá ganhar uma nova oportunidade no confronto com o Grêmio, amanhã, às 19h30, em Porto Alegre. Recuperado de uma torção no joelho e no tornozelo da perna esquerda, Fred voltou a treinar entre os titulares e será outra novidade do Fluminense na partida na Arena do Grêmio.