Por fabio.klotz

Rio - De olho no futuro, o Fluminense recebe o Internacional, neste sábado, às 19h30, no Maracanã, apostando em Xerém. Diego Cavalieri e Cícero serão os únicos medalhões da equipe que apresentará novidades como o estreante Nogueira. O zagueiro, de 20 anos, é um dos dez jogadores revelados na base relacionados para o confronto pela 37ª e penúltima rodada do Brasileiro. O papel de destaque assumido por promessas como Marlon, Gustavo Scarpa, Marcos Junior e Gerson foi um alento no melancólico ano tricolor.

Eduardo Bapista dá chance a Ayrton%2C Nogueira e Edson contra o InternacionalNelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

“São jogadores de qualidade. Não digo que dei a chance, eles que a ganharam por mérito. Nogueira tem treinado bem. Ele conquistou isso. Não estou testando, estou dando oportunidade para um atleta que mereceu a vaga. Ayrton é a mesma coisa. Está aí a chance. Isso mostra que não tenho medo de lançar. Se eles mostrarem que têm capacidade e comprometimento, vão jogar”, disse o técnico Eduardo Baptista.

Ayrton levou a melhor na disputa com Léo Pelé. No entanto, Baptista já adiantou que o lateral, recém-recuperado de fratura no pé esquerdo, deve ser o titular na última rodada, contra o Figueirense. Pouco aproveitado, Edson ganhará nova chance contra o Internacional. O volante perdeu espaço após a chegada de Pierre e de Cícero. Sua última partida como titular foi no dia 19 de setembro, na derrota (3 a 1) para a Ponte Preta.

Marcos Junior é a única dúvida para o confronto. Com quadro de virose, o atacante é monitorado pelos médicos. Caso seja vetado, Pierre ganhará a vaga e Cícero será adiantado para auxiliar na armação da equipe.

Silêncio e planejamento

Metódico, Eduardo Baptista aguarda o fim do Brasileiro para se dedicar totalmente ao planejamento para a próxima temporada. Em silêncio, a diretoria trabalha para atender aos pedidos do técnico, que revela detalhes do perfil dos reforços monitorados no mercado.

“Primeiro vem a parte técnica, o histórico físico, de desempenho, de lesões, de quantas partidas o jogador em questão vem fazendo. Mas o caráter tem que ser valorizado. Como trabalharemos com muitos jovens, quem vier terá que ser exemplo”, disse Baptista.

Com a possibilidade de negociar Gum, Jean e Cícero, o Flu mira a chegada de nomes mais experientes para equilibrar o grupo.

Você pode gostar