Flu joga bem, mas perde para o Figueira e 'ajuda' no rebaixamento do Vasco

Tricolor foi a campo com time quase todo reserva, mas fez jogo valente em Santa Catarina e vendeu caro a derrota

Por O Dia

Santa Catarina - Apesar de todos os pedidos de entrega por parte dos torcedores do Fluminense, a equipe não deu ouvidos a torcida e se mostrou valente ao enfrentar o Figueirense. Apesar de perder por 1 a 0 para os catarinenses e contribuírem para o rebaixamento do Vasco, a equipe tricolor mostrou luta e até tentou vencer a partida, mas esbarrou nas suas limitações. O herói do Figueira veio do banco. Marcão precisou de apenas três minutos para marcar o gol da salvação da equipe alvinegra.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Com a vitória, o Figueirense aos 44 pontos e terminou o Brasileirão na 15º lugar, se salvando na última rodada do rebaixamento à Série B. Já o Fluminense se despede de uma competição que não deixará saudades no torcedor tricolor. O Tricolor encerra na 13ª colocação com 48 pontos. 

O Flu até fez um bom jogo com o time quase todo reserva%2C mas perdeu para o FigueirenseBruno Haddad/Fluminense F.C./Divulgação

O JOGO

Precisando do resultado para permanecer na Série A, quem tomou a iniciativa da partida foi o Figueirense, já buscando o ataque desde o início. COm um time misto, o Fluminense não brigava por mais nada no Brasileiro, mas nem por isso se escondeu do jogo. As duas primeiras boas chances foram justamente do Tricolor. Primeiro com Magno Alves, que bateu por cima, e depois com Gustavo Scarpa, que na pequena área não conseguiu finalizar.

Sem organização e tentando pressionar na base do coração, o Figueirense se jogava ao ataque de qualquer forma. Abusando do chuveirinho na área, os catarinense tiveram em Carlos Alberto a esperança de gol por duas vezes na mesma oportunidade, mas o meia falhou na hora de finalizar. Melhor em campo, o Tricolor chegava com perigos nas poucas vezes que ia ao ataque e aos 35, Magno Alves teve a melhor chance. Após cruzamento de Scarpa, o Magnata teve a bola para abrir o placar, mas chutou para fora.

LEIA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

No lance seguinte, o Figueirense finalmente conseguiu finalizar com perigo ao gol do Flu. Após escanteio de Marquinhos Pedroso, Bruno Alves desviou de cabela para boa defesa de Júlio César. Protagonista do primeiro tempo, Carlos Alberto voltou a aparecer no fim da etapa, mas de forma negativa. Em bola dividida, o meia deu uma entrada criminosa no joelho de Léo Pelé, que precisou ser substituído. O jogador do Figueirense se safou apenas com um amarelo, mas conseguiu esquentar o clima em campo. O Flu ainda teve fôlego para assustar aos 48. Após falta cobrada por Scarpa, mais uma vez Magno Alves teve a chance de fazer o seu e desviou de cabeça para ótima defesa de Alex Muralha.

Querendo a vitória de qualquer jeito, o Figueirense veio com tudo do intervalo e o técnico Hudson Coutinho colocou Marcão, mais uma opção ofensiva. E a decisão do treinador se mostrou acertada. O camisa do 9 do Figueira teve duas chances nos três primeiros minuto, na segunda, ele não desperdiçou. Após falha de Artur, o atacante invadiu pela esquerda, ganhou no corpo do zagueiro tricolor, deu um corte em Ygor Nogueira e fuzilou para abrir o placar em Florianópolis.

Mesmo sem precisar do resultado, o Fluminense se mostrou valente e tentava fazer o seu gol. Aos 20, Edson teve mais uma chance de cabeça, mas jogou por cima. Sete minutos depois, Thiago Heleno quase fez uma pintura no Orlando Scarpelli. O zagueiro acertou um chutaço da entrada da área, mas carimbou o travessão. Os últimos minutos de partida, ambos os times perderam o fôlego e não produziam mais nada. O Figueirense torcia para o jogo acabar e se manter na Série A, enquanto o Fluminense só via o tempo passar. 

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 1x0 FLUMINENSE

Estádio: Orlando Scarpelli (SC)
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Gols: Marcão (Figueirense, aos 3' 2ºT)
Cartões Amarelos: Marcos Junior, Robert, Edson, Lucas Gomes (Fluminense) e Carlos Alberto, Marcão, Marquinhos Pedroso, Thiago Heleno (Figueirense)
Cartões Vermelhos:

FIGUEIRENSE: Alex Muralha; Leandro Silva, Bruno Alves, Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Fabinho, João Vitor (Marcão, intervalo), Yago (Paulo Ro e Carlos Alberto (Dener, aos 34' do 2ºT); Dudu e Clayton. Técnico: Hudson Coutinho.

FLUMINENSE: Júlio César; Wellington Silva, Ygor Nogueira, Artur e Léo Pelé (Jonathan, aos 45' do 1ºT); Pierre (Robert, aos 9' do 2ºT), Edson, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Lucas Gomes, aos 18' do 2ºT) e Magno Alves. Técnico: Eduardo Baptista.