Por fabio.klotz
Publicado 20/12/2015 23:06 | Atualizado 20/12/2015 23:07

Rio - Com pelo menos cinco negociações em curso, a diretoria do Fluminense trabalha para anunciar novidades até o Natal. Rithely é a bola da vez. Após duas tentativa frustradas, o Tricolor apresentou a terceira proposta pelo volante, de 24 anos, e aguarda uma resposta do Sport, dono de 50% dos direitos do atleta, que tem contrato até o fim de 2018. Parte do dinheiro da venda de Jean para o Palmeiras será reinvestida na negociação para a contratação de Rithely.

Fluminense apresentou a terceira proposta para contratar RithelyDivulgação

Depois de anunciar os apoiadores Felipe Amorim e Diego Souza, o departamento de futebol concentra os esforços para acertar com o volante e fechar o ciclo de nomes para o meio de campo. Para defesa, Renato Chaves, da Ponte Preta, e Erazo, ex-Grêmio, são os alvos. Apesar da boa relação com a Elenko Sports, empresa responsável pela carreira de Renato Chaves, o Tricolor não chegou a um acordo com a Macaca, que pede cerca de R$ 8 milhões pela liberação imediata.

Livre no mercado, Erazo tem assustado os clubes interessados pelo alto valor pedido entre salário e luva por um contrato de três anos. A diretoria monitora a situação, enquanto a imprensa italiana especula Leandro Castán, da Roma, como possível reforço. A tentativa, porém, exigiria um grande investimento em euros. Com a iminente saída de Antônio Carlos, Henrique e João Filipe, que negociam uma rescisão amigável, além de Gum, com proposta do Besiktas, da Turquia, o Fluminense mapeia nomes para recompor a defesa.

Prioridade para o ataque, Wellington Nem é o caso mais complicado. A diretoria tricolor iniciou a conversa com o Shakhtar Donetsk ciente de que a negociação com os ucranianos é arrastada e sempre imprevisível.

Joia do América-MG vira opção

Destaque do América-MG na Série B do Brasileiro, Richarlison está na mira do Fluminense. Euler Araújo, membro do conselho de administração do clube mineiro, confirmou a consulta pelo atacante, de 18 anos.

O investimento pela compra de 40% dos direitos da promessa chegaria a R$ 10 milhões. Com a ajuda de parceiros, o Tricolor apostaria suas fichas na joia para o próximo ano.

Você pode gostar