Bittencourt pode ter a concorrência de Celso Barros em eleição do Fluminense

Ex-vice de futebol pode ter rival de peso em pleito do Tricolor

Por O Dia

Rio - O ano de eleição presidencial começou agitado no Flu e o futebol passa por mudanças drásticas. Segundo Peter Siemsen, a decisão de tirar Mário Bittencourt já tinha sido tomada antes da partida contra o Botafogo, porque o dirigente estaria usando o cargo para promover sua candidatura à presidência.

Mário Bittencourt deve ser candidato a presidência do FluNelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

“Eu já vinha amadurecendo a ideia (de tirar o Mário). Dada a essa ambição política, que eu respeito e desejo sucesso e sorte a ele. Mas esse projeto pessoal não pode atrapalhar o andamento do futebol. Queria fazer no momento certo. O time ficou fora do Rio muito tempo nas ultimas semanas e seria chato. Optei por esperar ele voltar”, revelou Peter Siemsen.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Enquanto a situação parece rachada com a saída de Mário Bittencourt do futebol, a oposição aproveita o momento para se fortalecer. Presidente da antiga patrocinadora do clube, Celso Barros praticamente confirmou sua candidatura na eleição que acontecerá em novembro.