Marcão admite 'frio na barriga' para 'jogo decisivo' pelo Fluminense

Auxiliar avisa: 'Está na hora de, enfim, entrar no Carioca'

Por O Dia

Rio - A bola está com Marcão. Com a demissão de Eduardo Baptista, o auxiliar vai comandar o Fluminense no jogo contra o Friburguense, nesta quarta-feira, às 21h45, no Eduardo Guinle. A missão faz até o ex-volante relembrar os tempos em que defendia o Tricolor dentro das quatro linhas.

Marcão vai comandar o Fluminense no jogo contra o FriburguenseNelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

"Aquele frio na barriga que tinha como jogador está voltando. Isso é bom. Vou fazer o meu trabalho. Farei as escolhas, de forma transparente com os jogadores. Vou passar tudo o que conheço de Fluminense a eles. A ideia é fazer um grande jogo", declarou Marcão, nesta terça-feira, nas Laranjeiras.

O momento do Fluminense é tumultuado, com troca de técnico e dirigentes. Cabe a Marcão a responsabilidade de evitar uma precoce eliminação no Carioca.

"A cobrança é diária aqui. Olho a tabela... estamos na zona de classificação, mas ameaçados de não passar de fase. É um risco. O jogo será decisivo. Vamos fazer o melhor. Vamos jogar pela nossa família, pelo nosso torcedor. Está na hora de, enfim, entrar no Carioca", avisou.

Marcão desconversa sobre quem será o futuro treinador do Fluminense. O foco dele é no jogo contra o Friburguense.

"Converso com os jogadores sobre fazer o nosso trabalho. Temos de fazer o nosso dentro de campo. A escolha do novo treinador será do presidente. Ele vai resolver. Deixamos esse assunto com ele. Temos de fazer o nosso dentro de campo", acrescentou.

Com apenas sete pontos, o Fluminense é o quarto colocado do Grupo A do Campeonato Carioca.