Com Fred sedento por gols, Fluminense enfrenta o Madureira e mira a liderança

Atacante tricolor não balança a rede há quase dois meses

Por O Dia

Rio - Há quase dois meses sem marcar, Fred está sedento por gols. Após um início de Campeonato Carioca arrasador, ele sofreu lesão na coxa esquerda que o tirou de combate por três jogos, e, desde o retorno aos gramados, são mais três partidas sem balançar a rede. O último gol foi justamente sobre o Madureira - adversário deste sábado, às 18h30, no Moacyrzão -, contra quem o camisa 9 marcou três vezes no empate em 3 a 3, dia 11 de fevereiro, e assumiu a artilharia da competição.

No último duelo com o Madureira%2C Fred marcou três vezes para o FluminenseMailson Santana / Fluminense F.C. / Divulgação

Seca à parte, Fred é a principal arma do técnico Levir Culpi na busca do Fluminense pela liderança da Taça Guanabara - se vencer neste sábado e o Vasco tropeçar neste domingo, contra o Volta Redonda, em São Januário, o Tricolor assume a ponta. Nem mesmo o fato de ter de recuar para ajudar na criação das jogadas ofensivas do Fluminense - após a mudança feita por Levir Culpi na maneira de o time jogar - tira o apetite do capitão pelos gols.

'Os caras resolvem'

Fred, ao menos, celebra as boas atuações e os bons passes que tem dado para os companheiros levarem o Fluminense às vitórias, mandando para escanteio o princípio de crise que ameaçava tomar conta do clube. O Tricolor tem explorado mais os lados do campo, o que mudou um pouco o posicionamento de Fred, que continua pronto para fazer gols e voltar a dar muitas alegrias à torcida.

“A tranquilidade é a vitória. O inferno é a derrota. Isso não vai mudar. O nosso padrão de jogo, de competitividade, ainda está muito baixo. Estamos nos aguentando pelos resultados, pois o elenco é bom. Os caras resolvem”, analisou Levir.

Depois de conseguir repetir a escalação na vitória sobre o Bangu, Levir Culpi terá de fazer três mudanças na equipe que encara o Madureira. Osvaldo e Gerson foram vetados pelo departamento médico e Wellington Silva, com desgaste físico, ficará no banco. Marcos Junior, Douglas e Giovanni entram.

O atacante ainda sente dores por conta da pancada que recebeu no quadril na vitória sobre o Boavista, há duas rodadas. Contra o Bangu, ele atuou apenas durante o primeiro tempo. Gerson está com uma virose e os médicos acharam melhor preservá-lo.

Escalações

MADUREIRA: Rafael Santos; Formiga, Daniel, Jorge Fellipe e Ayrton; William Oliveira, Resende, Arthur Faria e Jéferson; Geovane Maranhão e João Carlos; Técnico: Alfredo Sampaio.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jonathan, Henrique, Gum e Giovanni; Pierre, Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior e Fred; Técnico: Levir Culpi.