Flu quer vencer para ganhar moral

Time espera reencontrar bom futebol nesta quinta à noite diante da Ferroviária, em Volta Redonda

Por O Dia

Rio - O Fluminense entra em campo, às 21h30, para encarar a Ferroviária no jogo de volta da segunda fase Copa do Brasil com o objetivo de apagar a má impressão das duas últimas partidas e deixar a torcida confiante para o início do Brasileirão no domingo. O time avança à próxima etapa da competição de mata-mata se empatar em até 2 a 2, em Volta Redonda, mas o técnico Levir Culpi quer a vitória.

“A vantagem pode ser ainda melhor durante o jogo. Mas não podemos ter medo de atacar. Essas coisas têm influência no placar. O time tem de procurar jogar. Eu me sinto bem quando o time joga bem. O resultado é uma consequência”, afirmou.

Fluminense busca a classificação na Copa do BrasilDivulgação

Após conquistar o título da Primeira Liga, a equipe das Laranjeiras teve uma queda de rendimento cujas justificativas não foram encontradas pelos jogadores nem pela comissão técnica. Até porque o comandante tricolor conseguiu repetir nesses jogos a escalação que vinha usando.

Após o empate em 3 a 3 na partida de ida com a Ferroviária, com um jogador a mais desde o primeiro tempo, Levir resolveu mexer no time.

Gerson perde espaço

Gerson, que teve queda de rendimento e deve retornar à Roma em junho, perdeu espaço e as laterais também sofreram mudanças. Jonathan saiu e Wellington Silva voltou para a direita, deixando Giovanni na esquerda. Lesionado, Pierre deu lugar a Edson.

A grande expectativa de hoje é pela estreia oficial de Richarlison. Ele fez apenas duas partidas na Flórida Cup no início do ano e depois sofreu duas lesões. Recuperado, o atacante, que completou 19 anos terça-feira, fará dupla com Fred. “Ele tem capacidade física acima do normal e vai somar muito ao nosso sistema ofensivo”, destacou Levir.

Um teste para o Brasileirão

Os treinadores costumam falar somente da próxima partida, mas, com sua personalidade peculiar, Levir Culpi resolveu quebrar essa ‘regra’.

O treinador até já adiantou a equipe que deverá estrear no Brasileirão, domingo, contra o América-MG, em Belo Horizonte.

“É bem possível que eu repita a escalação. O Pierre não tem condições nesta quinta nem no domingo. Estou olhando tudo”, antecipou o comandante tricolor, sem fazer mistério.