Levir pede paciência com momento de Richarlison e elogia entrada de Magno

Técnico exaltou o trabalho do jovem atacante: 'A ansiedade pelo gol é evidente, mas tem qualidade e um futuro brilhante'

Por O Dia

Rio - O Fluminense não conseguiu superar o Sport na Ilha do Retiro e voltou para casa sem os três pontos. Mesmo com a posse de bola e o número de finalizações, o Tricolor não conseguiu ser efetivo para evitar a derrota por 2 a 1. O técnico Levir Culpi destacou que a equipe das Laranjeiras precisa de atenção na hora de concluir as jogadas e aproveitou para analisar a atuação no primeiro tempo.

"Temos discutido bastante isso, o aproveitamento das oportunidades. Mas o Richarlison é um menino e temos que saber como tratar. É um diamante a ser lapidado. Ele tem que ter paciência. É um jovem de 19 anos e não deixa de lutar. O gol para o atacante é muito importante, mas na hora certa vai acontecer. A ansiedade dele é evidente, mas tem qualidade e um futuro brilhante. Daqui a pouco ele vai deslanchar. Mas temos outros jogadores, como o caso do Magno, que é um artilheiro e entrou bem na partida. Temos situações para mudar de peças. Mas o jogo de hoje acabou sendo decidido em uma bola meio espirrada, mas não tem muita queixa não. Fizemos um péssimo primeiro tempo", disse.

O gol de Diego Souza aos 45 do segundo tempo, após uma falha da defesa, gerou insatisfação. O treinador tricolor amenizou as críticas e demonstrou satisfação com o trabalho que o sistema defensivo vem realizando.

"Acho que o sistema defensivo vem regularmente bem em 90% dos jogos. Ali foi uma bola espirrada. Claro que faltou um pouco mais de atenção, o jogo já estava terminando. Dessa forma que vi" concluiu.

O próximo desafio do Fluminense no Campeonato Brasileiro será a partida com o Santos, nesta quarta-feira. As equipes se enfrentam no Estádio Kleber Andrade, às 21h45. O Tricolor ocupa a 11ª colocação na tabela, com 13 pontos.