Fluminense tenta aval da CBF para realizar partidas no estádio Giulite Coutinho

Confederação afirmou que por conta da excepcionalidade do caso irá analisar qualquer proposta que for enviada pelo clube

Por O Dia

Rio - Desde o início de maio o Fluminense vem reformando o Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, para poder realizar as partidas em que tiver mando de campo no local. O planejamento da diretoria era receber a partida contra o Grêmio, válida pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro, no local mas por conta de diversos fatores a obra atrasou e ainda não há uma confirmação de quando o time irá jogar na capital Rio. 

Em meio a isso, a diretoria vem vendendo alguns mandos de campo e também realizando partidas no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda. Em acordo com o América, proprietário do estádio, o Tricolor está promover melhorias no campo, na arquibancada e nos vestiários, além da implantação de um sistema de vigilância.Os custos da obra, orçada aproximadamente em R$ 800 mil, estão a cargo do Fluminense, que também é o responsável por gerenciar as intervenções.

CBF irá analisar qualquer proposta que o Fluminense fizer para jogar no localSandro Vox/America Rio

A grande dificuldade até o momento é que atualmente os Bombeiros só liberam partidas no estádio com a capacidade de 13.544 torcedores e o mínimo exigido no regulamento do Campeonato Brasileiro é 15 mil lugares. Ná ultima segunda-feira, o Corpo de Bombeiros realizou uma vistoria no estádio e não liberou o mesmo para a capacidade de 15 mil lugares. Segundo a assessoria, o processo de regularização do estádio Giulite Coutinho está em aberto. Informaram ainda que durante vistoria, foram identificadas falhas no sistema preventivo de segurança contra incêndio e pânico. A corporação aguarda a realização dos reparos indicados para a realização de uma nova vistoria. 

Considerando o momento, sem Maracanã e Engenhão, o Fluminense está tentando com a CBF que essa capacidade seja reduzida em 10% do limite exigido e com isso o estádio estaria apto para receber partidas. A partida contra o Coritiba está marcada para o próximo dia 2 de julho e para poder realizar o jogo no local o tricolor precisa que a CBF libere o estádio até a próxima segunda-feira, 27 de junho, segundo o Regulamento de Competições do Campeonato Brasileiro.

Em contato com a CBF, a reportagem de O Dia foi informada que por ser uma questão excepcional, a Diretoria de Competições da Confederação analisará qualquer proposta que for enviada pelo Fluminense. Informaram ainda que assim que houver o acerto de toda a documentação e eventual inspeção feita pela própria CBF, a entidade comunicará a sua decisão ao clube.

Procurada, a assessoria do Fluminense ainda não respondeu a solicitação da reportagem. 

Reportagem do estagiário Luis Araujo