CBF libera o estádio Giulite Coutinho para partidas do Flu nesta temporada

Nova casa do Tricolor terá a capacidade de 13.544 lugares

Por O Dia

Rio - Parece que finalmente o Fluminense terá uma casa para chamar de sua. O clube precisava de um aval da Confederação Brasileira de Futebol autorizando o mando de suas partidas no estádio Giulite Coutinho, em Edson Passos. Nesta quinta-feira, a assessoria de imprensa do clube informou que a CBF irá autorizar a realização dos jogos no local.

Saiba mais: Fluminense tenta aval da CBF para realizar partidas no estádio Giulite Coutinho

Essa liberação da CBF se dá em razão de na ultima segunda-feira, o Corpo de Bombeiros ter realizado uma vistoria no estádio e não liberou o mesmo para a capacidade de 15 mil lugares. Segundo a assessoria, o processo de regularização do estádio Giulite Coutinho está em aberto. Informaram ainda que durante vistoria, foram identificadas falhas no sistema preventivo de segurança contra incêndio e pânico. A corporação aguarda a realização dos reparos indicados para a realização de uma nova vistoria.

O estádio do América%2C o Giulite Coutinho%2C será o palco dos jogos do Fluminense no BrasileirãoSandro Vox/America Rio

Com esse aval da CBF o clube poderá mandar jogos com a capacidade já liberada de 13.544 mesmo o regulamento da entidade exigindo um mínimo de 15.000 espectadores. Agora os dirigentes aguardam os laudos dos Bombeiros e do GEPE que devem ser disponibilizados até o fim dessa semana. O clube agora trabalha com a possibilidade de jogar contra o Cruzeiro em sua nova casa. A partida será no próximo dia 17 de julho e vale pela 15ª rodada. Oficialmente o clube afirma que espera poder jogar no estádio o quanto antes.

Andarilho no Campeonato

A diretoria vem vendendo alguns mandos de campo e também realizando partidas no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda por conta de Maracanã e Engenhão estarem entregues para a Rio 2016. O acordo com o América, proprietário do estádio, seria para promover melhorias em diversas instalações. A reforma do campo foi o trabalho mais árduo. Depois de rebaixar e nivelar o terreno, houve o plantio da grama. Há ainda os reparos no Giulite Coutinho. O novo circuito interno de TV já foi instalado. A construção de dois camarotes está em andamento, assim como a reforma de dois vestiários.

Os custos da obra, orçada aproximadamente em R$ 800 mil, estão a cargo do Fluminense, que também é o responsável por gerenciar as intervenções. Pelo acordo com o America, o Fluminense não pagará aluguel pelo estádio e ficará com a renda dos jogos. O acordo prevê ainda a concordância de usar o estádio no Carioca de 2017.

*Reportagem de Luis Araujo