Peter Siemsen faz duras críticas à arbitragem e a CBF: 'É vergonhoso'

Visivelmente indignado, o presidente do Fluminense dispara contra os lances polêmicos no jogo do Corinthians e à comissão de arbitragem

Por O Dia

São Paulo - Três gols anulados, dois pênaltis contestados pela equipe do Fluminense e a expulsão de Marquinho. Todos os lances polêmicos na derrota do Tricolor para o Corinthians por 1 a 0 nesta quarta-feira no Itaquerão deixaram Peter Siemsen revoltado. O mandatário tricolor disparou não só contra o árbitro Rodolpho Marques, assim como direcionou duras críticas à CBF e a Sergio Correa, presidente da comissão de árbitros da entidade.

Peter Siemsen disparou contra a CBF e a comissão de árbitrosBruno Haddad/Fluminense F.C./Divulgação

"Viemos aqui mais uma vez apresentar toda a nossa indignação com a incompetência da arbitragem. Com a mesma facilidade que foram marcados penais contra o Palmeiras na semifinal do ano passado, se tivesse o mesmo rigor de hoje, o Fluminense teria ido para final. Hoje vem outro juiz com interpretação contrária... dois pênaltis para o Fluminense. Um impedimento do Marcos Junior na cara, e não estava. Um gol que demorou a ser anulado, até corretamente, mas é de indignar a arbitragem brasileira. O Sergio Correa deveria repensar a maneira de trabalhar. Viemos jogar em um estádio lindo, o Corinthians está de parabéns, mas sempre jogamos contra 12 aqui. Não me esqueço do gol mal anulado do Henrique em 2014. O gol do Cícero ano passado, dois metros em posição legal. Hoje o árbitro expulsa o Marquinho, foi muito rigoroso. CBF, está na hora de repensar, de vocês acordarem, de evitar essas vergonhas que acontecem. Não tenho nada contra São Paulo, mas não é possível... isso tem que acabar. Vamos jogar domingo aqui, o que tenho para esperar, Sergio Correia? Hoje foi uma vergonha. Acorda, CBF", ingadou Peter.

Levir Culpi também seguiu a linha das críticas de Peter Siemsen e afirmou que as decisões de Rodolpho Marques foram decisivas para eliminação do Fluminense na Copa do Brasil.

Levir Culpi responsabiliza as decisões do árbitro Rodolpho Marques pela eliminação do FluminenseMailson Santana/Fluminense F.C./Divulgação

"O jogo foi equilibrado, reuniu duas equipes técnicas, de ótima qualidade. Se desenvolveu dentro do que nós esperávamos. Não sabia que, em anos anteriores, o Flu já tinha tido polêmicas aqui. Sobre hoje (quarta-feira), tivemos realmente seis lances importantes para interpretação do árbitro. Seis lances capitais. E o resultado foi de 6 a 0 para o Corinthians. Difícil de acreditar. Esses impedimentos, acertar 10cm, 15cm, ok, está impedido, é justo. Os dois pênaltis me pareceram claros, mesmo de longe. Foram seis lances, contando o impedimento do Marcos Junior", disse.