Fluminense abre o placar, mas leva virada e perde de 4 a 2 para o Cruzeiro

Levir acabou sendo demitido, após sequência de seis jogos sem vitórias

Por O Dia

Belo Horizonte - Em mais uma atuação abaixo do esperado, o Fluminense perdeu para o Cruzeiro por 4 a 2, no Mineirão, em Belo Horizonte, na tarde deste domingo. O Tricolor até parecia que poderia vencer e encostar em seus adversários na luta pelo G-6, saiu na frente do marcador mas depois de estar na frente do placar parou de jogar e foi derrotado pela equipe do Cruzeiro. Com a derrota, o treinador Levir Culpi não ressitiu a pressão e foi demitido após o fim da partida. Marcão assume de forma interina até o fim do Brasileiro. 

Com a derrota, o Fluminense se distancia do G-6, estaciona nos 48 pontos e fica quatro pontos atrás do Atlético-PR, que tem 52. O torcedor mais otimista pode até tentar acreditar em uma classificação para a Libertadores. Em caso de título do Atlético-MG na Copa do Brasil, o 7º colocado fica com a vaga na Libertadores.

Neste momento, o Tricolor está dois pontos atrás do Corinthians, que tem 50 pontos. Resta saber se o elenco tricolor terá forças para ser recuperar no Campeonato sob o comando interino de Marcão. Na próxima rodada, o Tricolor recebe o Atlético-PR, no Maracanã, dia 15 de novembro, às 17h. Já o Cruzeiro enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro, no 16 de novembro, às 21h45.

Fluminense foi derrotado no MineirãoMailson Santana/Fluminense F.C./Divulgação

O JOGO

1º tempo

Logo no começo do jogo, a zaga tricolor deu um susto na torcida. Júlio César recebeu recuo e protagonizou lance bizarro. O chute foi torto, a bola foi pra trás e ficou para o Cruzeiro. Na sequência, o meia Bryan conseguiu a finalização, que estourou na defesa tricolor. Aos 9 minutos, o time do Fluminense abriu o placar em um erro da defesa cruzeirense. Após passe errado dos mineiros, Richarlison recebeu de Scarpa, fez grande jogada, se desvencilhou dos marcadores, invadiu a área e bateu no contrapé de Rafael. 1 a 0 para o Fluminense.

O gol fez o Tricolor melhorar e acertar mais na partida. Boas finalizações, boas construções de jogadas. O Cruzeiro errava alguns passes. Um deles foi crucial para o gol de Richarlison. Em seguida, o Cruzeiro tentou responder com Ariel e Alisson, mas a defesa do Flu afastou. No contra-ataque, mais uma chance de perigo para os visitantes. Aquino deu bom passe para Richarlison, que pela esquerda invadiu a área e bateu cruzado. A bola passou com perigo à esquerda de Rafael. Scarpa entrava sozinho e reclamou pedindo a bola. Poderia ser o segundo do Tricolor.

VEJA MAIS: Levir não resiste a derrota para o Cruzeiro e é demitido no Flu

O Flu ia bem na partida, girando no campo com certa facilidade. Com o passar do tempo, o Cruzeiro entrou na partida. A Raposa começou tocar a bola mais perto da área, mas tinha dificuldades de passar da defesa adversária. Em uma bela jogada dos mineiros, aos 25 minutos, Henrique conduziu na entrada da área e achou Willian no meio da grande área. O atacante deu um toquinho rápido para Sobis, que bateu colocado, sem chances para Júlio César. Bela trama do Cruzeiro. Tudo igual no Mineirão. 1 a 1.

Em seguida, outra chance de muito perigo dos mineiros. Alisson soltou uma bomba surpresa na direção do gol. Júlio César subiu para fazer boa defesa. Quase outro da Raposa. Aos 31 mintuos, Richarlison, autor do gol do Fluminense, caiu no gramado sentindo dores depois de uma dividida. Magno Alves entrou no seu lugar. Pressionando os visitantes na defesa, a virada da Raposa não demorou. Alisson, da esquerda, cruzou para a grande área, e Willian, quase na entrada, cabeceou para o gol. A bola bateu na trave à esquerda de Júlio César, e o goleiro não teve tempo de reação. 2 a 1 para o Cruzeiro no fim do primeiro tempo.

Flu saiu na frente%2C mas acabou derrotadoMailson Santana/Fluminense F.C./Divulgação

2º tempo

O segundo tempo começou pior do que os tricolores esperavam. Com um erro de Edson na intermediária, o uruguaio Arrascaeta roubou a bola, avançou e, na entrada da área, acertou bonito chute no cantinho de Júlio César. Mais um do Cruzeiro. 3 a 1. A Raposa se animou, aproveitou os erros do tricolor e fez mais um na sequência. Com bela assistência de Arrascaeta, depois que Aquino perder a bola, Alisson se desvencilhou com maestria de Henrique dentro da área e completou para o gol. 4 a 1, de virada. O banco do Fluminense parecia não acreditar. A nova falha gerou reclamações de Gum.

O ritmo do jogo quebrou um pouco depois dos gols relâmpagos do Cruzeiro. O Flu praticamente não chegou mais na área adversária e teve poucas chances de reagir. A partida ficou com ritmo mais lento na reta final. O Fluminense ainda tentava achar um golzinho. E conseguiu. Em cobrança de escanteio de Scarpa, Magno Alves desviou, a bola bateu em Ábila e entrou no gol de Rafael. Magnata nem comemorou a diminuiução do placar no Mineirão.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 4 X 2 FLUMINENSE

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 06/11/2016 - 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alvez Rezende CUnha (GO)
Renda/público: 7.735 presentes. 10.068 presentes. R$ 181.573,00.
Cartões amarelos: Lucas Romero (Cruzeiro), Alisson (Cruzeiro), Aquino (Fluminense)

GOLS: Richarlison (Fluminense, aos 9' do 1ºT), Rafael Sobis (Cruzeiro, 25' do 1ºT), Willian (Cruzeiro, 44' do 1ºT); Arrascaeta (Cruzeiro, 46'' do 2ºT), Alisson (Cruzeiro, 5' do 2º T) e Magno Alves (Fluminense, 46' do 2ºT).

Cruzeiro: Rafael, Lucas Romero, Léo, Bruno Rodrigo e Bryan; Henrique, Arrascaeta (Alex, 38' do 2ºT), Ariel Cabral e Rafael Sobis; Alisson (Bruno Nazário, 25', do 2ºT)  e Willian (Ábila, 26' do 2º T). Técnico: Mano Menezes

Fluminense: Júlio César, Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Edson, Cícero, Scarpa e Aquino (Danilinho, aos 14' do 2ºT); Wellington (Marcos Junior, aos 14' do 2ºT) e Richarlison (Magno Alves, aos 31' do 1ºT). Técnico: Levir Culpi