Sem dinheiro, Fluminense deve apostar em jogadores que voltam de empréstimo

Por enquanto, estão certos o lateral Léo Pelé, emprestado ao Londrina, o zagueiro Reginaldo, que jogou pelo Vila Nova, e o volante Luiz Fernando

Por O Dia

Rio - Com dificuldades financeiras para investir alto, o Fluminense aposta no retorno de jogadores da base para ajudar a formar o elenco de 2017. Pelo menos três nomes serão reintegrados e esse número ainda pode aumentar.

Por enquanto, estão certos o lateral Léo Pelé, emprestado ao Londrina, o zagueiro Reginaldo, que jogou pelo Vila Nova, e o volante Luiz Fernando, com experiência no projeto STK Fluminense Samorin, na Eslováquia. 

Léo Pelé foi um dos destaques do Londrina na Série B deste anoNelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

Quem também pode voltar ao Tricolor é Lucas Fernandes. O atacante de 22 anos se destacou no Atlético-PR neste Brasileiro e tem contrato até o fim de 2018. Mas o clube paranaense tem prioridade na compra dos direitos econômicos e seu futuro ainda está indefinido. Ele já havia sido emprestado a Avaí no início do ano, Bonsucesso e Luverdense, ambos em 2015.

Dos outros três jogadores, só Léo Pelé já foi aproveitado nos profissionais. Sem ter agradado após sofrer lesão, acabou emprestado. Após boa reta final de Série B, o lateral-esquerdo ganhará nova chance com a possível negociação de Giovanni.

Luiz Fernando, de 21 anos, foi campeão brasileiro sub-20 em 2015 e, sem chances nos profissionais, foi jogar na Eslováquia. Lá, foi considerado o melhor volante, de acordo com a diretoria tricolor. Reginaldo, de 24 anos, também não foi aproveitado desde que saiu do time sub-20, sendo emprestado a outros seis clubes.