Fluminense esquece final de domingo e vira a chave para a Copa do Brasil

O time das Laranjeiras precisa apagar a má impressão deixada no empate com o Madureira na semifinal da Taça GB

Por O Dia

Rio - O grande desafio do Fluminense hoje, às 19h30, no Mato Grosso, não será o adversário Sinop nem o cansaço pela longa viagem, mas, sim, o próprio foco. Com a cabeça voltada para a decisão de domingo da Taça Guanabara contra o Flamengo, o Tricolor precisa virar a chave e entrar em campo partindo para cima, porque só conseguirá a vaga à próxima fase da Copa do Brasil com vitória no tempo normal ou na disputa de pênaltis, se houver empate. 

Para deixar a situação mais perigosa, Abel Braga não contará com Gustavo Scarpa, que ficou no Rio tratando do tornozelo direito. Marcos Junior e Richarlison disputam a vaga.

Abel Braga terá difícil missão pela Copa do BrasilNelson Perez/Fluminense F.C

O time das Laranjeiras precisa apagar a má impressão deixada no empate com o Madureira na semifinal da Taça GB. A equipe foi dominada e poderia ter sido eliminada, se o ataque rival estivesse com a pontaria calibrada.

O novo regulamento da Copa do Brasil, que não prevê mais partidas de volta nas duas primeiras fases, fará com que o Fluminense entre em campo pressionado. Apesar da enorme superioridade no papel, os jogadores tricolores não esperam vida fácil durante a partida de hoje.

“Todo jogo traz medo. Se não tiver medo, não tem graça. A gente conhece pouco do Sinop. Todo time assim, quando vai jogar contra time grande, se dedica e quer mostrar serviço. A gente sabe da dificuldade que vai encontrar. Jogando na casa deles, temos que estar ligados. O jogo vai ser difícil, é mais uma batalha para enfrentarmos”, analisou o zagueiro Henrique.

Mesmo com o duelo sendo na casa do adversário, o Tricolor deve contar com o apoio de sua torcida, que foi ao aeroporto de Sinop ontem receber com festa a delegação.