Joia de Xerém: Wendel se destaca e ganha elogios do técnico Abel Braga

'Não me surpreende porque tenho bom olho', disse o treinador tricolor sobre as boas atuações do jovem volante na equipe profissional

Por O Dia

Rio - Nada de Gustavo Scarpa nem Douglas. A joia de Xerém que tem chamado a atenção é Wendel. O jovem volante de 19 anos mal estreou nos profissionais e já ganhou uma chance entre os titulares em uma partida internacional, em seu primeiro jogo no Maracanã, e se saiu bem diante do Liverpool, do Uruguai. Sem contar no gol marcado em um Fla-Flu. Isso tudo em quase dois meses.

Wendel virou destaque na equipe do FluminenseNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

"Não me surpreende porque tenho bom olho. Nível de soberba dele é zero. Wendel tem encantado a todo mundo, é simples, sempre sorrindo, trabalha sério pra caramba e joga dessa maneira que nós vimos", elogiou Abel Braga.

No início dos trabalhos, em janeiro, Wendel fazia parte da equipe sub-20 que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior e participou de coletivos com os reservas dos profissionais. Logo de cara, marcou um gol e jogou bem, agradando ao técnico Abel Braga, que mostrou interesse na promessa.

"Wendel era destaque no sub-20, jogando com muita regularidade, e manteve o nível no profissional. Não sentiu muito a diferença. Logo no primeiro treino o Abel já o detectou", recorda Thiago Gomes, técnico do sub-20 que costuma ficar ao lado de Abel nos coletivos com a presença dos juniores.

Inicialmente chamado para integrar o grupo, Wendel foi ganhando espaço. Com lesões de Douglas e Pierre, e os jogos com reservas no Carioca, não demorou para fazer a estreia, contra o Volta Redonda, em 18 de fevereiro.

"Não esperava atuar tão rapidamente. Mudou muita coisa, as pessoas olham de outro jeito e me reconhecem na rua. Pedem fotos. Agora é assim", disse o volante.

Para Thiago Gomes, Wendel tem características únicas para um volante, o que o ajudou a ganhar espaço. Ainda assim, precisará de tempo para se firmar. "É um volante que tem arranque e drible como características que o diferenciam. Ele pode pegar a bola na intermediária defensiva e faz o time progredir bem. Vai ser muito importante para o Fluminense, mas a torcida precisa ter paciência porque ainda é jovem e está em formação", explicou Thiago,que trabalhou com o jogador em uma Copinha, uma Copa RS e jogos no Carioca sub-20.